Hiperdesportivo da McLaren vai custar quase dois milhões de euros

|AUTOCLUBE

É a última jóia de Woking que completa a gama “Ultimate Series” da marca britânica e tem 812 cv de potência.

McLaren-Elva-840

A McLaren acaba de apresentar o seu modelo mais potente da história, o Elva com 815 cv e que vai custar quase dois milhões de euros. Trata-se de um roadster que agora se junta à gama “Ultimate Series”, denominação reservada unicamente para os hiperdesportivos mais especiais da McLaren.

Segundo a marca, o Elva é o desportivo mais leve que saiu da fábrica de Woking (não chega a pesar 1.100 kg) graças à sua carroçaria construída em fibra de carbono, mas o mais interessante é aquilo que lhe dá vida, ou seja, o motor V8 biturbo de 4 litros com mais de 800 cv de potência. O mesmo que dos 0 aos 100 km/h demora cerca de 6,7 segundos. Melhor que isto só os seus estratosféricos e eletrificados "irmãos" Speedtail com 1.050 cv e os P1 com 916 cv, também fabricados pela marca britânica.

A gama “Ultimate Series” da McLaren é composta pelos quatro mais exclusivos modelos McLaren - o Senna, do qual se produziram 500 exemplares, o Speedtail, com 106 unidades (as mesmas que se fabricaram do F1 de 1992), o P1, com 375 e o Elva que vai ter 399 unidades ao preço de 1.951.387 euros cada uma. Os mais sortudos até podem já estar de olho neste hiperdesportivo mas só vão disfrutar dele em 2021.

scroll up