Sabe preencher a declaração amigável de acidente?

Descubra passo a passo de como preencher este documento

Acidentes entre automóveis acontecem. E nestas alturas, ter um Seguro Automóvel que o proteja é essencial. Mas antes de o acionar (caso seja o culpado), não se esqueça de preencher sempre a Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA). Tem dúvidas de como o fazer? O ACP dá-lhe uma ajuda.

Declaração amigável: o que é e para que serve?

A DAAA, comummente designada apenas por declaração amigável, é um documento que permite que os condutores envolvidos num acidente rodoviário descrevam, detalhadamente, como ocorreu e os danos sofridos. É a partir desta declaração que a seguradora apura quem foi o culpado.

A declaração amigável é composta por duas folhas, que devem estar sobrepostas no momento do preenchimento, para que ambos os condutores possam ter uma cópia da descrição.

Onde obter um documento de DAAA?

Uma vez que um acidente é um imprevisto, convém que tenha sempre no carro um documento da declaração amigável de acidente. Estes documentos são fornecidos, gratuitamente, pelas seguradoras. Se for sócio ACP, ao subscrever o Seguro Auto, é-lhe entregue um exemplar. Porém, caso necessite de mais, pode sempre passar por uma das delegações ACP e solicitar.

Nos dias de hoje já é possível preencher uma declaração amigável em formato digital, através da aplicação e-SEGURNET.

Em que casos se deve preencher a declaração amigável?

A declaração amigável de acidente deve ser preenchida quando dois ou mais veículos se envolvem num acidente. Contudo, esta declaração deve ser preenchida apenas quando os condutores envolvidos no sinistro estiverem de acordo — afinal de contas, trata-se de uma declaração amigável. Caso não haja acordo sobre quem é o culpado, de nada adianta preencher este documento. Nestes casos, o que tem de fazer é chamar a polícia ao local.

Se do acidente resultarem feridos graves, o mais importante é ligar o 112.

Como preencher a declaração amigável?

Preencher uma declaração amigável pode suscitar algumas dúvidas. Por isso, explicamos-lhe aquilo que deve inserir em cada um dos espaços.

Declaração amigável

Dados do acidente

Corresponde aos campos com os números de 1 a 5. Nestes espaços, deve indicar:

  1. Data e hora do acidente;
  2. Local do acidente: deve indicar o país e a localização exata. Caso o acidente tenha ocorrido num cruzamento, deve indicar o nome das duas ruas;
  3. Feridos: mesmo que tenha um pequeno arranhão, deve indicá-lo;
  4. Danos materiais: deve indicar para a existência de outros danos, que não nos veículos envolvidos: Danos em veículos estacionados, via publica, ou, inclusive, objetos do interior do habitáculo que ficaram danificados devido ao acidente;
  5. Testemunhas: caso existam, deve indicar os seus dados.

Dados dos veículos

A declaração amigável tem dois quadros de cores diferentes, com a indicação “Veículo A” e “Veículo B”. A cada quadro vai corresponder um veículo.

  1. Segurado: não se esqueça de que o detentor do seguro pode não ser o condutor;
  2. Dados do veículo;
  3. Dados da seguradora: pode encontrá-los no seu certificado de seguro (vulgo carta-verde). Apesar de ser desejável preencher todos os dados solicitados, aqueles que não pode mesmo deixar de indicar são o nome da companhia de seguros e o número da apólice;
  4. Dados do condutor;
  5. Ponto de embate: indicar com uma seta em que parte do veículo se deu o contacto inicial;
  6. Danos visíveis: todas as modificações observadas no veículo depois do acidente.

Circunstâncias

  1. Trata-se da coluna ao centro do documento da declaração amigável. Esta área é fundamental para que as seguradoras consigam entender o que realmente aconteceu. Uma vez mais, existe a divisão de informação para o veículo A e o veículo B, devendo cada um dos condutores preencher a parte que diz respeito à sua viatura. No final, cada um dos envolvidos deve fazer a contagem do número de quadrados que assinalou anteriormente.

Esquema do acidente

  1. Neste espaço em branco, deve fazer um croqui de como o acidente ocorreu. Algo simples, mas percetível. Deixe um espaço no caso de ser preciso adicionar texto para uma melhor compreensão.

Observações

  1. Ambos os condutores podem deixar as observações que considerem relevantes.

Assinaturas

  1. A declaração amigável só será válida com a assinatura de ambos os envolvidos.


Caso não tenha nenhum exemplar físico da DAAA, descarregue aqui o documento ou pode sempre fazer a versão digital através da aplicação e-SEGURNET:

  • Simples - os seus dados estão previamente preenchidos;
  • Prática - pode utilizar a geolocalização do smartphone e a câmara fotográfica para documentar melhor a ocorrência;
  • Rápida - as seguradoras envolvidas são automaticamente informadas, sem precisar de entregar quaisquer documentos.

No caso do preenchimento digital, não é necessário que os dois envolvidos tenham a app, basta um ter.

Declaração preenchida. E agora?

Depois de preenchida, basta entregar ao outro condutor o duplicado da folha de declaração amigável. De seguida, no máximo de 7 dias após o sinistro, deve remeter o documento para a sua seguradora. As seguradoras envolvidas estabelecerão depois contacto para determinar quem é o culpado, tendo sempre em conta a informação que foi colocada na declaração amigável de acidente.

A melhor solução para proteger seu carro

Um Seguro Auto pode ser mais do que um seguro contra terceiros, sem que para isso tenha de pagar um valor demasiado avultado. Com o Seguro Auto ACP, por apenas 10,99€/mês (ou 19,19€/mês se ainda não for sócio), usufrui de vantagens como a proteção contra avarias, furos ou rebentamento de pneus — com 5 dias de carro de substituição, para que não fique parado — e assistências ilimitadas.

Saiba mais

scroll up