Renting: tenha o melhor carro sem o ter

As vantagens de utilizar sem ter de comprar

Para a maioria das pessoas, o carro implica posse. É afirmar: “tenho um carro” ou dizer: “é o meu carro”. Uma noção de propriedade que vincula a um investimento para a vida e, no entanto, trata-se apenas de um carro. Pode até nem ser o seu carro, mas é o objeto que o transporta todos os dias.

No dia a dia, consegue ver as diferenças? Para ajudar, apresentamos-lhe quatro perfis de utilizadores e as razões porque o ACP Renting pode ser a opção mais vantajosa para ter um carro novo.

João Pereira, 50 anos, empresário

  • Percorre 20 mil quilómetros/ano
  • Gosta de marcas de topo alemãs
  • Não se quer endividar para ter um carro

O renting acaba por ser a solução perfeita para o João. O facto de gostar deste tipo de carros não tem de ser sinónimo de um grande investimento à partida

Com o renting, além de poder escolher o modelo, cor e demais extras do veículo, não tem de se preocupar com revisões, pneus ou qualquer outra avaria provocada pelo desgaste da utilização.

Carro em análise: 
BMW 116 D Line Sport Diesel (*)


Lurdes Cardoso, 47 anos, comercial

  • Percorre 10 mil quilómetros/ano
  • O próximo carro vai ser um SUV
  • Prefere comprar a pronto, mas está aberta a outras propostas

O seu último carro foi um longo amor. Um Golf com 18 anos, excelente “máquina”, que nos últimos tempos tem passado muito tempo na oficina. Comprou o carro a pronto e quer mantê-lo na família porque a filha, com 18 anos, já tem a carta. Entretanto, procura conforto num carro, tecnologia e, sobretudo, não quer problemas.

O renting poderá ser a opção indicada de financiamento. Agrada-lhe a perspetiva de só ter um custo fixo por mês que garanta todas as despesas, seguros e manutenção. Poderá dizer adeus às contas pesadas na oficina e conduzir um carro moderno, desta vez numa posição de condução mais elevada. E, se gostar da experiência, ainda pode optar pela compra no final do contrato.

Carro em análise: Nissan Qashqai 1.5 Dci N-Connecta J18 Diesel (*)


Luís Queirós, 30 anos, designer

  • Faz 10 mil quilómetros/ano
  • Tem preferência por um carro citadino
  • Teve más experiências com os dois últimos carros usados que comprou

Sempre preferiu carros pequenos, fáceis de estacionar e de manter. Pelo menos em teoria, porque os dois últimos carros, comprados em segunda mão, foram um desperdício de tempo e dinheiro.

As idas constantes à oficina e a desvalorização na retoma implicaram ter de recorrer às economias para satisfazer a sua necessidade de mobilidade.

O Luís olha para um carro como um meio para chegar do ponto A ao ponto B e prefere investir as suas poupanças em formação e viagens. O renting torna-se a principal opção entre as várias formas de financiamento pela previsibilidade das prestações fixas e pelo descanso quanto a manutenções e eventuais surpresas que possam aparecer na revisão.

Carro em análise: Peugeot 208 1.2 PureTech Signature Petrol (*)


Benedita Gonçalves, 27 anos, gestora de redes sociais

  • Percorre 10 mil quilómetros/ano
  • Quer trocar o carro que veio dos pais por um novo
  • O seu sonho é ter um Fiat 500

A Benedita guarda com carinho uma fotografia com o avô no “velhinho” Fiat 500 quando tinha 5 anos. Pensando bem, o “Bolinhas” tinha na fotografia a idade que ela tem agora. Nunca ligou muito a carros, mas o Fiat 500 é um sonho de infância.

Sonhos à parte, o renting é a solução mais prática e económica. Não se quer preocupar com revisões ou comparações de preços de pneus e, ainda por cima, é sócia do ACP (aliás, como o avô). Por isso, sabe que tem condições vantajosas no renting de carros novos ACP.

Carro em análise: Fiat 500 1.2 Lounge S&S Petrol (*)


Renting: afinal o que é?

Também conhecido por Aluguer Operacional de Viaturas, consiste num contrato de aluguer de viaturas associado à prestação de serviços por um determinado tempo e quilometragem.

Para tal, o cliente suporta a desvalorização do automóvel através de uma renda mensal fixa. Os serviços associados a este contrato podem incluir:

  • Manutenção
  • Viatura de substituição
  • Seguro
  • Substituição de pneus
  • Assistência em viagem
  • Cartão de combustível e portagens
  • Impostos
  • Gestão de multas

O carro não é meu, mas sou eu que ando com ele

A questão da propriedade é, talvez, a mais notória das objeções ao renting. A maioria dos argumentos prendem-se com “estou a pagar um carro que não é meu”. Se formos mais longe, também acontece o mesmo num leasing automóvel, ou num Aluguer de Longa Duração (ALD). 

Nestes casos, com a desvantagem (em relação ao renting) de acartar com todas as despesas de um carro que, afinal, só será do utilizador depois do pagamento do valor residual.

Quanto à opção pela compra de um carro com as suas economias, terá de acrescentar a esse investimento despesas de manutenção, seguros, impostos e desvalorização que, como sabemos, começa a partir do momento que o carro sai do stand.

Renting: vantagens dos sócios ACP

A parceria ACP/LeasePlan permite aos sócios o acesso automóvel sem dívidas bancárias. Optar pelo renting ACP/LeasePlan permite ainda aos sócios beneficiarem de 5% de desconto nas cotações elaboradas no simulador (exclui ofertas em campanha).

Experimente o simulador da LeasePlan e escolha o seu próximo carro.

As vantagens dos sócios ACP não ficam por aqui. Sobre o valor indicado usufruem de um desconto exclusivo com duas opções:

  • Desconto de 5% - Renting Go (todos os serviços incluídos).
  • Desconto de 3% - Renting Go Express (não inclui troca de pneus, carro de substituição e IUC).


Conheça a oferta de carros novos ACP Renting.
Aproveite todas as condições vantajosas que o seu clube oferece.
OFERTAS ACP RENTING

 

 

*Valores apresentados sem IVA e meramente exemplificativos do veículo em análise. Consulte detalhes da  simulaão em Escola do Renting
scroll up