Como viajar com animais no carro em segurança

Saiba como transportar o seu amigo de quatro patas

Viajar com animais de estimação no carro implica algumas regras. Seja em férias, num fim de semana ou simplesmente num curto passeio, é importante que o faça de forma segura, para o bem de todos os passageiros.

O que diz a lei?

No Código da Estrada, os animais são classificados como “carga”, mas tal não significa que não deva ter em consideração a segurança aquando de uma viagem de carro. Pelo contrário, é indispensável que ao viajar com animais de companhia, como cães ou gatos, garanta que a segurança e a condução não sejam prejudicadas.

No Decreto-Lei n.º 315/2003 pode ler-se que “o transporte de animais deve ser efetuado em veículos e contentores apropriados à espécie e ao número de animais a transportar, tendo em conta o espaço, ventilação, temperatura, segurança e fornecimento de água, de forma a salvaguardar a proteção dos mesmos e a segurança de pessoas e outros animais”.

Posso ser multado ao transportar animais de companhia?

Sim, pode ser multado caso não os transporte em condições de segurança. Apesar de a lei não ser específica quanto às condições exigidas sobre como deve ser feito o transporte de animais de estimação, a segurança da condução não pode ser posta em causa. Ou seja, não pode viajar com animais à solta no carro. Caso aconteça, se a polícia ou outra força de segurança o mandar parar e o seu cão ou gato estiver livremente no veículo, pode ser multado com uma coima entre os 60€ e os 600€.

Como transportar o cão ou o gato no carro em segurança?

Ao viajar com animais de estimação no carro, o importante é assegurar a segurança de todos. Assim, o animal não deve estar à solta, pois pode distrair o condutor, pondo em causa a segurança da condução. Para isso, pode encontrar no mercado diversas soluções, bem como na Loja ACP, para que cães e gatos viajem em segurança:

  • Caixa transportadora

Tanto para cães como para gatos, são várias as caixas transportadoras existentes. Esta solução, além de proteger o animal em viagem, também o pode defender em caso de acidente. Para saber qual a melhor caixa para o seu cão ou gato, deve ter em conta o peso e o tamanho do animal.

  • Cinto de segurança

É uma boa opção, sobretudo, em viagens mais longas, pois evita que o cão ou gato fique limitado ao espaço da caixa transportadora durante muito tempo. Trata-se de um mecanismo que prende o peitoral ou a coleira do animal ao cinto de segurança do carro.

  • Rede ou grelha divisória

Esta opção é utilizada apenas para cães. Implica colocar a rede ou a grelha entre os bancos traseiros e a bagageira, de forma a evitar que o animal seja projetado para a frente. Ao isolar o cão na parte traseira do veículo, garante que o animal não interfere com a condução. Comparada com as opções anteriores, não é tão eficaz em termos de segurança. Porém, para quem tem cães de grande porte, pode ser uma boa alternativa, pois estes exigem mais espaço.

Sugestões para viajar tranquilamente com animais no carro

Nem todos os animais gostam de viajar de carro. Alguns chegam mesmo a sentir stress, ansiedade e indisposição nas viagens. É importante que sejam cumpridas todas as regras de transporte de animais, para que a segurança seja mantida. Mas existem formas de ajudar a que a viagem se torne mais tranquila:

  • Não alimente o animal imediatamente antes da viagem

O melhor é fazê-lo 3 a 4 horas antes da viagem, pois o cão ou gato pode enjoar.

  • Passeie o cão antes da viagem

É uma forma de o animal gastar energia, ficando mais tranquilo na viagem, além de que pode fazer as suas necessidades.

  • Controle o ambiente do habitáculo

Evite ter o volume do rádio do carro muito alto e tenha uma temperatura que seja apropriada ao animal. Quanto mais tranquilo for o ambiente do habitáculo, mais calma se transmite ao animal.

  • Leve um brinquedo ou manta do animal

Levar um objeto que o cão ou gato reconheça e associe a uma experiência positiva vai fazer com que se sinta mais confortável e seguro.

  • Faça paragens

Faça breves paragens de 2 em 2 horas, para que o animal possa fazer as suas necessidades, assim como evitar o stress de estar muito tempo fechado no mesmo sítio.

 

Dê o máximo de proteção ao seu melhor amigo

Se viajar com animais de estimação, não se esqueça de levar sempre consigo o boletim de vacinas e o registo do animal. E para que o seu cão ou gato esteja completamente protegido, opte por um seguro para animais de estimação. Com o Seguro para Animais Domésticos do ACP, poupa no veterinário, tem descontos em vários serviços (alimentação, hotéis, banhos ou tosquias) e ainda beneficia de proteção de responsabilidade civil.

Jogue pelo seguro

scroll up