Sabe usar o kit de reparação de furos do seu carro?

Descubra quando e como utilizar

Se vai de viagem e, de repente, tiver um furo não é o fim do mundo. Antigamente, mudar o pneu era a única alternativa, mas, entretanto, surgiu uma nova opção: o kit de reparação de furos. Cada vez mais utilizado pelos fabricantes, nem todos os condutores o sabem usar. Saiba como funciona.

O que é

Trata-se de um líquido selante que se introduz dentro do pneu através da válvula de enchimento. Este líquido cola-se à superfície interior da borracha, permitindo tapar o furo existente.

Vantagens do kit de reparação de furos

Apesar de nem sempre permitir seguir viagem — há rasgões e danos na parte lateral dos pneus que não resolve — o kit de reparação de furos traz várias vantagens. Para o fabricante, sai mais barato incorporar o kit de recuperação de furos num veículo do que um pneu sobresselente. Para o condutor, rouba menos espaço na bagageira e pesa menos, o que permite uma poupança de combustível.

Mas esta opção também tem desvantagens: a inexistência de uma roda suplente pode, em certos casos, fazer a diferença entre seguir viagem ou ter de pedir ajuda à assistência em viagem.

Como usar o kit de reparação de furos

Ainda que a finalidade seja a mesma, existem diferentes tipos de kit de reparação de furos, cada qual com uma aplicação diferente:

  • Bomba: é a opção mais barata (algumas custam menos de 10€).

Utilização: retire o objeto que perfurou o pneu e deixe o ar sair. Fixe a mangueira da bomba na válvula, e encha o pneu com a espuma da bomba. Este vai encher-se instantaneamente. Ao inserir a espuma no pneu, uma parte pode escapar para fora. Neste caso, tenha cuidado com a pele, sendo aconselhável calçar luvas.

  • Kit com compressor: é uma alternativa à bomba que, além do líquido vedante, possui ainda um compressor. Depois da utilização, basta comprar uma nova garrafa de vedante para uma nova eventualidade, sempre que precise de trocar o compressor. Este tipo de kit de reparação de furos custa entre 15 e 45€.

Utilização: junte a garrafa com o líquido vedante à válvula do pneu furado, e o compressor ao isqueiro do automóvel. Ao ligar a ignição do carro, o compressor vai também ligar-se, começando a encher o pneu até que este atinja a pressão normal.

  • Kit de reparação de pneus: é um tipo de kit mais profissional, para pneus sem câmara de ar. Apesar de ser uma boa opção, exige mais força e destreza

Utilização: retire o pneu e o objeto que causou o furo. Com uma broca, arredonde a perfuração, introduzindo o remendo incluído no kit. Corte o que resta do remendo e encha o pneu com o spray de ar comprimido para pneus ou com o compressor. Este tipo de kit tem um custo a partir de 15€, dependendo da marca e qualidade.

Não se esqueça de verificar o pneu junto de um especialista

O kit de reparação de furos tem a vantagem de ser fácil de usar e de ocupar menos espaço no automóvel. Porém, nem todos os furos são possíveis de serem remendados. Apenas furos de pequenas dimensões, com um máximo de cerca de 5 milímetros de diâmetro. Além disso, é uma solução que deve ser usada para chegar até à próxima oficina, onde deverá ser efetuada a devida inspeção ao pneu e proceder a uma reparação segura ou à sua substituição.

 

Assistência em caso de furo

Nos casos em que o furo é maior ou que a oficina fique longe, recorra à assistência em viagem. Se for sócio ACP, lembre-se que pode pedir este serviço, disponível 24h/dia, através do 808 22 22 22 (ou pelo +351 219 429 113, caso se encontre no estrangeiro). Além disso, se o pneu não for reparável, a Proteção de Avaria ACP paga-lhe um pneu novo.

Conheça esta vantagem

scroll up