Como manobrar uma moto a baixa velocidade

Cuidados na inversão de marcha e no estacionamento

Sentado na moto? Preparado para arrancar? O primeiro teste começa de imediato: saber manobrar e controlar de forma segura a moto. Para isso, são precisas algumas noções de como funciona o corpo e a moto em harmonia. Com o tempo, tudo será instintivo e fácil. Mas, no início e quando a experiência é pouca, é importante ter atenção aos momentos que muitos ignoram: as manobras a baixa velocidade.

Tão importantes ou mais do que saber circular, são muitas vezes demonstrativas da verdadeira experiência de um motociclista. Muito mais do que possuir no curriculum milhares de quilómetros de estrada! Saber fazer uma inversão de marcha - frequentemente causa de chumbo no examede condução - evitará com que venha ao de cima a hesitação, o nervosismo e as quedas. Especialmente quando se tem nas mãos motos pesadas e grandes.

É preciso ainda atenção e cuidados ao estacionar, com a colocação da moto, a inclinação do piso e pensar previamente na melhor forma de proteger a sua segurança e a da sua moto.

Como inverter a marcha a baixa velocidade (a temida manobra da curva em U)

  • Preparação para curvar e zona de fricção

Para facilitar a manobra, comece por arrancar em linha reta e mantenha uma velocidade constante antes de iniciar a curva. A regra é não usar (ou usar muito pouco) o acelerador. A velocidades muito baixas basta dosear a embraiagem, de modo a que esta se mantenha na zona de fricção – a chamada “embraiagem engatada” – e apertar ou libertar suavemente a manete com a mão esquerda, para que a moto se mantenha em movimento. Há quem utilize o travão traseiro em conjunto com a embraiagem para adicionar mais estabilidade e diminuir solavancos. A velocidade que utiliza para circular em reta deve ser a mesma que utiliza para curvar.

  • Ao curvar

 Imediatamente antes de curvar, vire a cabeça e olhe para onde pretende seguir. A cabeça deve virar o suficiente para que o queixo encontre o ombro. Mantenha o olhar fixo na zona pretendida e vire o guiador, sem inclinar o corpo. Apenas a moto deve inclinar ligeiramente, ao mesmo tempo que faz força no apoio do pé exterior, para contrariar um pouco o ângulo de inclinação da moto. Também pode ajudar, se transferir uma parte do peso do corpo para o exterior do banco.

  • Correção de erros

O que verificar na mecânica

Se sentir que a moto vai cair é porque está a inclinar o corpo para a curva. Deve manter a postura direita e aplicar mais força no apoio do pé exterior. Também pode contrariar este problema se acelerar ligeiramente e libertar a embraiagem para contrabalançar a inclinação. Ao curvar, utilize o travão traseiro para manter o controlo mais apertado da moto e reduzir a tendência de queda da moto.

Outro problema: a moto encaminha-se para o extremo da curva. Um caso vulgar em motociclistas menos experientes, devido à falta de concentração. Basta que o olhar se distraia nessa área para que a atenção se perca e se instale o pânico ou que a moto saia da sua trajetória. O olhar deve fixar-se sempre no ponto para onde se pretende seguir!

As manobras de inversão de marcha (curvar em U) exigem prática e atenção. O ideal é exercitar esta técnica num local isolado, sem movimento e espaçoso (ex. parque de estacionamento). Repita, repita e repita! Tanto em curvas para a esquerda como para a direita, até aprender esta técnica essencial, quer utilize a moto apenas com condições climatéricas amenas ou circule o ano inteiro.

E que cuidados deve ter ao estacionar?

Embora sejam veículos mais pequenos e mais fáceis de estacionar pela área que ocupam, estacionar uma moto exige outros cuidados, relativamente a um carro. Por exemplo, em estradas inclinadas, convém lembrar-se de estacionar com a moto sempre virada para cima e que o pneu traseiro deve ficar encostado ao passeio. Uma moto nunca deve ficar estacionada numa inclinação descendente porque há o perigo do descanso ceder e a moto deslizar e cair.

Além de a deixar sempre “engatada”, lembre-se também que se pretender fazer inversão de marcha numa estrada inclinada, a dificuldade será ainda maior do que numa estrada plana, devendo ter o cuidado de estacionar de modo a poder fazer a manobra sem pôr em risco a sua segurança e sem arriscar quedas graves.


Está a pensar tirar a carta de condução de motociclos ou deseja obter mais informações?

Contacte o ACP

scroll up