As motos podem furar filas de trânsito?

A prática é comum, mas pode dar multa

Perante um engarrafamento, é comum vermos motos serpentearem entre os restantes veículos. Esta prática de contornar filas de trânsito é conhecida pelos motociclistas como “filtering” ou “lane splitting” e, na verdade, corresponde a uma infração ao código da estrada.

Se tem uma moto ou está a pensar em comprar uma para fugir ao trânsito desta forma, lembre-se que a segurança deve estar acima de tudo — e ter um seguro de moto que esteja do seu lado, é essencial. Mesmo que signifique passar mais tempo no trânsito.

De seguida explicamos-lhe tudo sobre este tipo de manobra, e porque não o deve “praticar”.

Furar filas de trânsito com motos é ilegal?

A habitual condução de motos em ziguezaguear entre os restantes veículos na estrada é considerada ilegal. Este ato vai contra o estipulado no Código da Estrada, criando tensão entre condutores de motos e de outros veículos tendo, por vezes, desfechos menos felizes.

De acordo com o artigo 15.º do Código da Estrada, sempre que exista mais do que uma via de trânsito no mesmo sentido, os condutores, de motos ou de carros, não podem sair da respetiva fila para outra mais à direita, salvo para mudar de direção, parar ou estacionar. Caso a circulação aconteça em vias paralelas e o trânsito não esteja condicionado, isto é, haja condições para ultrapassar em segurança, o condutor pode fazê-lo sempre que:

  • A manobra seja feita pela esquerda.
  • A manobra seja feita sem perigo de colisão com o veículo que transite no mesmo sentido ou no sentido contrário.

Ziguezaguear entre o trânsito pode dar multa?

Uma vez que furar filas de trânsito vai contra o determinado pelo Código da Estrada, caso um agente da autoridade presencie um motociclista a praticar este tipo de condução pode aplicar a respetiva multa:

  • Caso seja infringido o artigo 15.º do Código da Estrada — que ressalva que o condutor só pode sair da respetiva fila para outra mais à direita apenas para mudar de direção, parar ou estacionar — a coima pode situar-se entre os 120€ e os 600€.
  • Caso a ultrapassagem não seja efetuada pela esquerda, a coima aplicável varia entre os 250€ e os 1250€, ainda que existam exceções.

Proteja-se a si e aos outros

Conduzir motos não tem de ser perigoso, desde que sejam cumpridas as regras do Código da Estrada. Para que esteja realmente em segurança, é importante ter um seguro de motos contra terceiros, assistências ilimitadas com reparação no local, cobertura de responsabilidade civil e 5 dias de veículo de substituição, em caso de avaria. O seguro de motos ACP permite-lhe ter tudo isto e estar mais protegido, a partir de 5,50€/mês.

Conheça todas as vantagens

scroll up