Audi Q4 e-tron já chegou com diferentes níveis de potência

|AUTOCLUBE

A nova linguagem estilística da Audi está presente no novo Q4 e-tron que alarga os horizontes de um veículo 100% elétrico.

Q4-e-tron-lateral-abertura-900

Para já é possível apreciar o Audi Q4 e-tron em formato SUV. Mais tarde, em setembro, vai chegar o Sportback em estilo coupé, mas com o mesmo espaço interior e até mais capacidade de carga. Estamos perante um automóvel totalmente elétrico que assenta na plataforma modular MEB do Grupo Volkswagen, repleto de tecnologias, com um interior cativante e autonomias que oscilam entre os 341 e os 520 km, conforme o tamanho da bateria. Este elétrico Premium desvenda detalhes estilísticos do futuro em relação ao design Audi, apontando para soluções realísticas em termos de quem pretende um carro familiar, fácil de conduzir, espaçoso e confortável. A dinâmica está garantida através de quatro níveis de potência (170 cv; 204 cv; 265 cv e 299 cv) sendo inclusivamente possível contar com o sistema quattro da Audi (tração integral), nas duas variantes mais potentes.

Graças à sua versatilidade, o Audi Q4 e-tron e o Q4 e-tron Sportback são os companheiros perfeitos em todas as situações. O Q4 e-tron tem 4,588 metros de comprimento, 1,865 metros de largura, 1,632 metros de altura e 2,760 metros de distância entre eixos. A parte dianteira é surpreendente e eletrizante, e a secção traseira é grande e poderosa, enquanto a silhueta lateral é acentuada e a linha do tejadilho flutuante. No Audi Q4 e-tron Sportback a linha do tejadilho especialmente baixa, ao estilo coupé, termina numa traseira de design expressivo, onde o spoiler fica bem colocado na janela de duas partes. O design progressivo é tipicamente Audi, tão funcional quanto aerodinâmico: o Q4 e-tron tem um coeficiente de penetração aerodinâmico com um valor Cx de 0,28, e o Sportback chega a um valor ainda mais baixo, com um coeficiente de 0,26.

O espaço disponível no interior é comparável ao de um SUV de categoria superior, na sequência da ausência do túnel central. A sensação de espaço não se limita apenas aos bancos dianteiros, com um generoso espaço para as pernas, o mesmo acontecendo com os passageiros do banco traseiro, que beneficiam da vantagem da plataforma modular MEB para veículos elétricos do Grupo Volkswagen: os bancos traseiros são montados numa posição cerca de sete centímetros mais elevada do que os dianteiros, para que os respetivos ocupantes também possam usufruir de uma ampla visibilidade. A capacidade do porta-bagagem varia entre 520 e 1490 litros no Q4 e-tron, e entre 535 e 1460 litros no Q4 e-tron Sportback (banco rebatível na proporção 40/20/40). Os dois modelos têm uma capacidade de reboque com peso de até 1000 kg (1200 kg nas variantes quattro).

O interior progressivo do Audi Q4 e-tron e do Q4 e-tron Sportback é caracterizado pela inovação tecnológica, desportivismo e funcionalidade. Além disso, o volante de nova geração espelha o futuro dos modelos elétricos: os raios superiores apresentam superfícies de toque em preto com áreas funcionais iluminadas, para indicar os botões ativos; ligeiras saliências separam-nos uns dos outros, tornando-os mais fáceis de usar, e os botões fornecem um suave feedback tátil quando pressionados. O interior do Audi Q4 e-tron e do Q4 e-tron Sportback é, sem dúvida, espaçoso e arejado. O painel de instrumentos está voltado para o condutor e dividido em áreas separadas, integrando dois ecrãs que são, ao mesmo tempo, elementos de design. Também totalmente novo é o volante multifunções com superfícies táteis, que o condutor utiliza para controlar o painel de instrumentos digital. Além do head-up display com realidade aumentada, destaque para o sistema de infoentretenimento MMI com ecrã tátil de 10,1 polegadas, que, no final do ano, também estará disponível com 11,6 polegadas.

Os SUV 100% elétricos da Audi são propostos com quatro versões, com três níveis de potência e duas capacidades de bateria: Q4 35 e-tron, Q4 40 e-tron, Q4 45 e-tron quattro e Q4 50 e-tron quattro, com baterias de 55 kWh (52 kWh líquidos) e de 82 kWh (77 kWh líquidos), para uma autonomia que chega aos 520 km (WLTP). O Q4 35 e-tron está equipado com um motor traseiro de 170 cv/125 kW de potência e 310 Nm de binário, e com uma bateria com 55 kWh de capacidade (52 kWh úteis), que pode ser recarregada a um máximo de 7,2 kW em corrente alternada e de 100 kW em carga rápida a corrente contínua. A velocidade máxima está limitada a 160 km/h, a aceleração 0- 100 km/h faz-se em 9 segundos e a autonomia é de 341 km na norma WLTP (349 km no Q4 e-tron Sportback também WLTP). O consumo combinado de energia elétrica em kWh/100 km é de 19.1 – 17.0 (WLTP).

Por sua vez, o Q4 40 e-tron utiliza um motor traseiro com uma potência de 204 cv/150 kW e um binário de 310 Nm, recorrendo a uma bateria de 82 kWh (77 kWh uteis), que é também possível de recarregar a 7,2 kW e 100 kW. A aceleração 0-100 km/h faz-se em 8,5 segundos e a velocidade máxima é de 160 km/h, enquanto a autonomia chega a 520 km (WLTP). O consumo combinado de energia elétrica em kWh/100 km é de 19.3 – 17.3 (WLTP) e as emissões combinadas de CO2 em g/km são zero. No topo da oferta está o Audi Q4 50 e-tron quattro, uma versão que oferece a tração total quattro, aliando ao motor traseiro de 204 cv e 310 Nm de binário um motor dianteiro com 109 cv e 162 Nm. A potência total do sistema é de 299 cv/220 kW e o binário máximo de 460 Nm. A bateria de 82 kWh (77 kWh úteis) pode ser recarregada a 11 kW ou 125 kW. A aceleração 0-100 km/h faz-se em 6,2 segundos e a velocidade máxima é de 180 km/h. A autonomia é de 488 km (497 km no Sportback, ambas no ciclo WLTP). O consumo combinado de energia elétrica em kWh/100 km é de 20.0 – 17.9 (WLTP).

Os dois novos SUV elétricos da Audi podem ser carregados com saídas diferentes usando corrente alternada (AC) e corrente contínua (DC), dependendo da bateria. A bateria compacta pode atingir até 7,2 kW com carga CA e até 100 kW com carga HPC (carga de alta potência) com corrente contínua. A bateria maior permite até 11 kW com CA e até 125 kW com HPC. As baterias de alta tensão estão montadas sob o piso do veículo, entre os dois eixos, o que garante um baixo centro de gravidade e maior eficácia dinâmica. Para tal também contribuem as suspensões independentes (McPherson à frente e multilink atrás). Em opção, o Q4 e-tron oferece a suspensão desportiva rebaixada em 15 mm (de série nas versões S line) ou a suspensão com controlo de amortecimento.

Em relação a preços, os arranques das diferentes versões são os seguintes: Q4 e-tron 35 55 kWh 125 kW/170 cv 44.852€, Q4 e-tron 40 82 kWh 150 kW/204 cv 51.784€, Q4 e-tron 45 quattro 82 kWh 195 kW/265 cv 55.285€, Q4 e-tron 50 quattro 82 kWh 220 kW/299 cv 57.383€. No que toca ao Sportback, previsto para setembro, os preços sobem 2.070€ por versão.

scroll up