Cesta de piquenique de 4 rodas

|AUTOCLUBE

O Fiat Shellette foi fabricado em 1970 e das 24 unidades que saíram de fábrica poucas chegaram até aos nossos dias.

Fiat-Shellete-900

Concebido pelo designer de iates Philip Schell e pelo estilista Giovanni Michelotti, o Fiat Shelette faz parte daquele lote de carros de praia tão em voga nos anos 60 e 70 em que a simplicidade da arquitetura e da mecânica não dispensava um toque de charme, que neste caso passa por detalhes interessantes como ausência de portas e de teto, volante de madeira ou estofos em vime.

Baseado no Fiat Jolly, o Shelette saiu de fábrica em 1970 e das duas dúzias de unidades produzidas apenas alguns permaneceram até aos dias de hoje. Leve e simples de conduzir, este modelo italiano que apela à Dolce Vita nos meses mais quentes do ano, equipa um motor de 4 cilindros montado na parte traseira que só chega aos 47 cv de potência. Mais que suficientes para uma condução descontraída em ambiente de praia, onde o que importa é disfrutar do sol.

Este modelo que pertence à coleção do Peterson Automotive Museum, em Los Angeles, também tem direito às suas saídas periódicas. “É interessante levá-lo para a estrada, porque é como conduzir uma carruagem”, afirma Leslie Mark Kendall, o historiador-chefe do museu. “O Fiat Shellete destina-se a áreas de tráfego suave, onde todos vão notar em si e pensar que vem da praia”, adianta.

Entre as personalidades famosas que não resistiram ao charme deste pequeno carro contam-se Jackie e Aristoles Onassis, o ator Yul Brynner ou a princesa Grace Kelly.

scroll up