Oliveira quinto em Misano

|AUTOCLUBE

Piloto ACP recuperou dez posições para terminar num meritório quinto lugar na 8ª jornada da época e superar Rossi na geral.

Oli-Mis

Apesar de um forte início na sexta-feira, não foi um fim-de-semana fácil para Miguel Oliveira, que sofreu queda aparatosa no sábado. Um contratempo que o arredou da entrada direta para a Q2, que tinha garantido no primeiro dia de treinos, e o deixou com a 15ª posição da grelha.

Contudo, e como é habitual, Miguel Oliveira não baixou os braços e não se deixou abater pela tarefa que tinha pela frente. Com uma largada forte, o português da Red Bull KTM Tech3 entrou ao ataque para recuperar desde logo três posições e, logo na volta seguinte, subir outros dois furos para entrar nos dez primeiros.

Não satisfeito, e ao cabo de mais quatro passagens pela linha de meta, o jovem de Almada subiu a nono e volvidas mais duas voltas era já sétimo. A partir desse momento a recuperação de posições foi mais morosa, mas sempre consistente e sem retrocessos. Quando faltavam seis voltas para o final Oliveira viu-se então promovido a quinto, fruto da queda de Pecco Bagnaia, que na altura liderava desde a segunda volta, e que assim acabou por dar o triunfo de bandeja a Maverick Viñales, que foi secundado por Joan Mir e Pol Espargaró no pódio.

No final, e em termos de campeonato, Miguel Oliveira deu um salto de gigante na classificação geral ao passar de 10º para sétimo, com mais um ponto que o veterano Valentino Rossi, que desistiu ao cabo de 15 voltas, isto depois de ter sofrido queda logo na segunda volta que o atirou para o final do pelotão.

scroll up