Após 6 horas: AC Nissan Proto amplia vantagem

|AUTOCLUBE

O “ponta-de-lança” da família Andrade é mais primeiro.

22 6horas

A chegada da noite no Terródromo de Fronteira não promoveu qualquer alteração na liderança da 21ª edição das AFN 24 Horas TT Vila de Fronteira. A equipa de Alexandre Andrade, Cédric Duple, Yann Morize e Alexandre Beaujon, em AC Nissan Proto, continua no comando da classificação geral e consolidou essa posição. A diferença para os segundos classificados já é de uma volta.

Apesar de já ter cedido uma distância superior a 15,9 quilómetros - o equivalente a uma volta ao Terródromo de Fronteira, Igor Skoks, Rudolfs Skoks e Arvis Piki, em Mitsubishi Pajero, têm razões para sorrir. A formação da Letónia, vencedora das AFN 24 Horas TT Vila de Fronteira em 2017, partiu da 13ª posição. Em três horas subiu nove lugares e, depois de mais três, ascendeu ao segundo posto e está na discussão pela vitória na corrida.

Os antigos campeões nacionais, Ricardo Porém e Filipe Campos, acompanhados por Alexandre Ré e Victor Conceição, em MMP Rally Raid, seguem na terceira posição, também a uma volta dos líderes.

A companhia francesa da MMP está a ter um excelente arranque. Dos seis carros inscritos em Fronteira, três estão nos cinco primeiros lugares. Para além do carro de Porém e de Campos, destaque para o quarto posto ocupado por Amândio Alves, Rogério Reis, João Silva e Márcio Reis, enquanto Mário Andrade, que volta a pilotar na prova da vila alentejana, é quinto no MMP Evo que pilota com Paulo Marques, Benjamin Bujon e Hélder Pimenta.

A formação feminina de Isabelle Patissier, Lígia Albuquerque, Jessye Murat e Cristina Giampaoli é a melhor entre as mulheres e também entre as estruturas que competem em T3. Por fim, destaque, ainda, para Carlos Faustino, Tomé Santos, Saul Carreira e José Dimas que são os melhores da categoria T2 com o Nissan Pathfinder.

scroll up