Alpine na Fórmula 1 em 2021 é a estratégia do Grupo Renault

|AUTOCLUBE

Uma imagem com peso mais desportivo, associada ao possível regresso de Fernando Alonso é jogada decisiva para o futuro.

Grand-Prix-de-Formule-1-dItalie-2020-1-840

Dar um novo significado e valores mais desportivos à presença do Grupo Renault na Fórmula 1, foi a intenção de Luca De Meo, ao anunciar que em 2021 irá surgir a Alpine F1 Team em vez da atual escuderia da marca francesa. O CEO do Grupo Renault vai manter, no entanto, Cyril Abiteboul como chefe de equipa e os futuros Alpine F1 irão utilizar as tecnologias híbridas E-Tech já testadas nos atuais monolugares da F1 Renault.

A Alpine F1 Team irá utilizar as três cores da bandeira francesa e difundir uma forte imagem desportiva, tendo como base a tradição da Alpine no desporto automóvel, desde os ralis, passando pela velocidade, onde marca assinalável presença no campeonato do mundo de resistência (FIA WEC) e na categoria LMP2 com a Signatech Alpine. Fala-se igualmente no regresso de Fernando Alonso a uma casa que tão bem conhece, podendo vir a fazer equipa com Esteban Ocon na próxima temporada.

scroll up