Lamborghini vendeu mais de 7 mil unidades em 2020

|AUTOCLUBE

A marca estabeleceu um recorde de vendas absoluto no segundo semestre do ano passado.

lamborghini-840

Ainda que num ano marcado pela pandemia, a Lamborghini entregou 7.430 carros em todo o mundo em 2020. Uma redução de apenas 9% comparativamente a 2019. Segundo a marca, esta ligeira quebra ficou a dever-se à paragem da produção durante 70 dias na primavera do ano passado, no cumprimento das regras emitidas pelo governo italiano com o objetivo de proteger a saúde dos trabalhadores durante a primeira fase de emergência.

O mercado norte-americano revelou ter sido o melhor mercado para a marca, onde foram comercializados 2.224 automóveis em 2020. Seguiu-se a Alemanha (607), China continental, Hong Kong e Macau (604), Japão (600), Reino Unido (517) e Itália (347).

O SUV Urus que no ano passado estabeleceu um recorde com 10 mil unidades produzidas , foi o modelo com maior êxito, com 4.391 unidades comercializadas. As duas gamas de superdesportivos contribuíram de forma significativa para os números de vendas globais: o Huracán V10 registou valores positivos, com 2.193 automóveis vendidos (+3%), juntamente com as 846 unidades do Aventador V12 entregues em todo o mundo.

Também foi em 2020 que a marca lançou seis novos modelos. Em janeiro foi apresentada a versão coupé do novo Huracán EVO RWD. Em maio foi a vez do Huracán EVO RWD Spyder. Outro modelo descapotável deu-se a conhecer ao mundo em julho: o Sián Roadster. Limitado a 19 unidades tratao-se do primeiro lamborghini sem tejadilho com uma inovadora tecnologia híbrida baseada no motor V12 da marca.

Depois, chegaram o Essenza SCV12, um hiperdesportivo de circuito produzido numa edição limitada a 40 unidades, desenhado pela Lamborghini Squadra Corse e pelo Lamborghini Centro Stile; e o Huracán STO - Super Trofeo Omologata -, inspirado nos modelos de competição Huracán Super Trofeo EVO e GT3 EVO, e homologado para utilização em estrada. Por último, no final do ano, foi apresentado o SC20: um automóvel para circuito descapotável único, homologado para uso e estrada, que é o primeiro descapotável desenvolvido pelo departamento de competição da Lamborghini e desenhado pelo Centro Stile seguindo os desejos do cliente, que participou no projeto desde os primeiros esquissos elaborados pelos designers da Lamborghini.

Outros acontecimentos significativos foram os importantes marcos alcançados em termos de produção (10 000 unidades do Urus e 10 000 do Aventador); a oferta de novas opções de personalização através da introdução de mais cores Ad Personam para as gamas Urus e Huracán; e a apresentação de um Aventador S especial, idealizado pelo designer japonês Yohji Yamamoto na inauguração do novo Lamborghini Lounge em Tóquio.

 

O ano de 2020 distinguiu-se ainda pelo aniversário de três modelos históricos. Dois celebraram as suas bodas de ouro: o Urraco, modelo que de destaca por ter introduzido soluções técnicas muito inovadoras para a época, e o Jarama GT, a última evolução do gran turismo 2+2 da empresa. O Diablo, um dos automóveis mais emblemáticos da história dos superdesportivos da Lamborghini, lançado em janeiro de 1990, comemorou o seu 30º aniversário.

scroll up