Aura mostra como pode ser o roadster do futuro

|AUTOCLUBE

Várias empresas britânicas juntaram-se para conceber um desportivo elétrico chamado Aura com 643 km de autonomia.

Aura-concept-900

Em apenas 12 meses um consórcio de empresas britânicas formado pelas Astheimer, PotenzaTechnology, BAMD Composites, Conjure e Spark EV, construíram o que imaginam ser o roadster elétrico do futuro. Um projeto que também recebeu fundos do Office for Zero Emission Vehicles. Este carro, totalmente novo, que se chama Aura e que agora foi apresentado, é um dois lugares, sem teto, alimentado por um par de baterias de 44 kWh cada e anuncia uma autonomia de 643 km com uma só carga.

Ainda não existe muita informação sobre o modelo, mas sabe-se que outra das surpresas está no interior. A cabine equipa um interface HMI (Human-Machine Interface) com visualização 3D que fornece informação em tempo real acerca do comportamento do veículo. O software que já foi utilizado anteriormente no Polestar 2 estreia-se agora num carro britânico.

O chassis foi produzido com fibra natural compósita, leve e sustentável, moldada através de fluído computacionais dinâmicos, tornando-o consideravelmente aerodinâmico. As rodas traseiras também estão tapadas para garantir aerodinâmica de topo.

O design do Aura é da responsabilidade da Astheimer, enquanto as baterias e motores vieram da Potenza Technology, os painéis da carroçaria e o interior são trabalho da BAMD Composites, o interface HMI veio da Conjure e a tecnologia das baterias chegou da Spark EV. Como já referimos anteriormente, o financiamento teve origem no Office for Zero Emission Vehicles do Reino Unido, através da Niche Vehicle Network.

scroll up