Pub

Marcas de automóveis chamadas a produzir ventiladores

| Revista ACP

O maior fabricante italiano de ventiladores pediu ajuda à Ferrari e Fiat na produção deste equipamento para os hospitais daquele país.

siare-840

A Siare Engineering, o maior fabricante de ventiladores hospitalares da Itália, não está a conseguir dar resposta ao aumento da produção de ventiladores tão necessários às unidades hospitalares daquele país para conseguirem salvar vidas neste cenário negro causado pelo novo coronavírus. Com o número de mortos galopar de dia para dia – atualmente já são mais de 3.400 aqueles que não resistiram à pandemia - o governo italiano solicitou à Siare o reforço da produção de ventiladores de 160 por mês para 500. Perante esta necessidade tão urgente aquele fabricante de ventiladores pediu ajuda à Ferrari e à Fiat que se unissem no combate à Covid-19 com a produção destes equipamentos nas suas fábricas.

"Estamos em conversações com a Fiat Chrysler, Ferrari e Marelli para saber se nos podem ajudar nesse processo, mais concretamente na parte eletrónica", afirmou Gianluca Preziosa, diretor executivo da Siare, em entrevista citada pela Reuters. Para aquele responsável a experiência destes construtores nas áreas da electrónica e pneumática, no fabrico de automóveis, faz deles os parceiros ideais nesta luta contra a doença. Mas para Preziosa soma-se ainda mais uma vantagem nesta parceria e que tem a ver com a superior capacidade de aquisição de peças para a o fabrico de ventiladores, algo que a Siare Engineering está a ter grande dificuldade dadas as atuais restrições.

Por seu lado, um porta-voz da Exor, empresa que detém participações na Ferrari e na FCA, afirmou que após as reuniões tidas com a Siare no dia 19 de março a empresa vai tomar uma decisão nas próximas horas acerca da viabilidade desta parceria.

Outra fonte ligada à Ferrari disse que a marca estaria pronta para começar a fabricar peças de ventilador na sua sede em Maranello e que fica próxima da fábrica da Siare, mas ainda não foi tomada uma decisão final.

Mais construtores se associam à produção de ventiladores

Nesta corrida contra o tempo para combater a Covid-19, os construtores de automóveis de todo o mundo estão a ser contactados para ajudarem à produção de ventiladores. Nesse sentido, a Ford e da GM encontram-se em conversações com o governo norte-americano, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson contactou marcas como a Rolls-Royce e o CEO da Tesla, Elon Musk, também se comprometeu a fabricar ventiladores "se houver escassez".

Também a britânica McLaren Automotive, fabricante de automóveis desportivos e de luxo, quer contribuir no combate à pandemia. Para isso, está a estudar a hipótese de projectar uma versão simples de um ventilador e a Nissan juntou-se a outras empresas para apoiar os fabricantes de ventiladores existentes.

scroll up