José Pedro Fontes vence pela primeira vez este ano

|AUTOCLUBE

Armindo Araújo desiste, Bruno Magalhães está na luta pelo título e Ricardo Teodósio não pontuou, mas é líder do CPR.

Fontes 1

A antepenúltima prova do Campeonato de Portugal de Ralis viu José Pedro Fontes vencer pela segunda vez consecutiva a prova do Clube Automóvel de Amarante. O piloto do Citroen C3 R5, acompanhado por Inês Ponte, passou para a liderança do rali, depois de Bruno Magalhães, em Hyundai i20 R5 ter comandado, acabando por ter minar no 2º lugar a 14,9 segundos de Fontes.

O 2º dia de competição ficou marcado pelo abandono do campeão nacional Armindo Araújo em Hyundai i20 R5, na 6ª prova especial de classificação após despiste, acontecendo o mesmo a Miguel Barbosa com o Skoda Fabia R5, poucos quilómetros antes. Pedro Meireles também já tinha abandonado, com problemas na direção do Volkswagen Polo R5.

Numa prova quente, e rodeada de alguns incêndios na região de Amarante e Baião, o pódio ficou completo com o Skoda Fabia R5 de João Barros, seguido por outro Skoda, o de Ricardo Teodósio que, apesar de não ter colhido pontos nesta prova, continua a liderar o Campeonato de Portugal de Ralis, a duas provas do final.

Depois do Rali Terras d’Aboboreira, os candidatos ao título de 2019 estão cada vez mais perto, com Ricardo Teodósio, Armindo Araújo e Bruno Magalhães, separados por poucos pontos, a discutirem o que falta do CPR, nas duas derradeiras provas do campeonato, Rali Vidreiro (4 e 5 de outubro) e Rali do Algarve (1 e 2 de novembro).

No desafio da Peugeot Rally Cup Ibérica, e entre os carros de duas rodas motrizes, o triunfo pertenceu ao espanhol Lorenzo Berdomás, seguido pelo português Carlos Fernandes em Peugeot 208 R2.

scroll up