Tänak inicia defesa do título de WRC com pé esquerdo

|AUTOCLUBE

Ogier lidera emocionante Rally de Monte Carlo, enquanto Campeão do Mundo já está fora de prova devido a acidente.

MON-Ogier-01

O arranque desta época de 2020 do Campeonato do Mundo de Ralis está a revelar-se muito emocionante. Em apenas oito especiais disputadas a prova monegasca já conheceu três líderes, um deles já pela segunda vez desde ontem, e viu o Campeão do Mundo Ott Tänak ficar pelo caminho na sequência de aparatoso acidente na 4ª classificativa.

Depois de ontem o Rally ter começado com dois líderes, Sébastien Ogier, que se estreia com a Toyota, e Thierry Neuville, este segundo dia teve início semelhante, com Elfyn Evans a impor-se com o Toyota ao cabo da segunda especial, enquanto Ogier começou por perder terreno para terceiro antes de voltar ao ataque e recuperar a liderança no último troço do dia.

O inglês, também ele a levar a cabo a primeira época aos comandos do Yaris WRC, mostrou-se muito competitivo durante a manhã, assinando três triunfos que lhe permitiram passar para a frente da tabela de tempos e conseguir uma margem de 8,9s sobre os demais.

Contudo, o colega de equipa francês respondeu na segunda passagem. Com duas vitórias e um segundo tempo Ogier não só anulou os quase nove segundos de atraso, como logrou terminar o dia com 1,2s de margem sobre Evans.

Não muito mais longe, a pouco mais de cinco segundos de distância, está Neuville. O piloto da Hyundai até começou o dia na liderança, mas acabou por perder terreno. Primeiro com uma curva mais gelada no troço de abertura do dia, depois à passagem pelo local onde Tänak saiu da estrada. Como resultado, o homem do i20 WRC acabou por apresentar um dia de progressão inversa, caindo para terceiro da geral. Algo que nem a vitória na última classificativa do dia chegou para contrariar.

Atrás deles, mas já completamente fora da luta pelo pódio, surge Sébastien Loeb. O terceiro homem da Hyundai está já a mais de um minuto da frente e roda isolado em quarto, já que Esapeka Lappi (Ford) fecha o Top 5 a mais 50 segundos de distância.

A lista dos dez primeiros conta ainda com Kalle Rovamperä (Toyota), Takamoto Katsuta (Toyota), Eric Camili (Citroën), o primeiro entre os R5, Nicolas Ciamin (Citroën) e Mads Østberg (Citroën).

Enquanto isso, Tänak teve, como já se referiu, um início de defesa do título para esquecer. A estrear-se com a Hyundai o estónio entrou na prova com alguma cautela, assinando o segundo tempo no primeiro troço ontem e depois o segundo, se bem que para terminar a noite a mais de 25 segundos da frente. Já esta manhã, e beneficiando do problema do colega de equipa belga, recuperou bastante terreno e reduziu o défice para 7,5 segundos. Mas Monte Carlo mostrou por que motivo é famoso por ser tão imprevisível e por não perdoar o mais pequeno erro. Na primeira passagem pelo troço Saint Clément sur Durant/Fressinières o Campeão do Mundo perdeu o controlo do i20 numa zona muito rápida, após uma sequência de curvas, e foi em frente. Um acidente muito aparatoso que acabou com o carro desfeito no final de uma ribanceira, já noutra estrada, mas com piloto e o navegador Martin Järveoja ilesos.

scroll up