José Pedro Fontes volta a vencer para o nacional de ralis

|AUTOCLUBE

O piloto do Citroen bateu Ricardo Teodósio por seis décimas de segundo, mas o piloto do Skoda continua líder do campeonato.

FONTES Vidreiro

A discussão do título está ao rubro e tudo vai ser decidido no Rali do Algarve, a derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis. No Rali Vidreiro, a luta pela vitória foi emocionante, com três candidatos a discutirem o triunfo na prova, que contou apenas com José Pedro Fontes e Ricardo Teodósio como líderes. À entrada para o último troço, Teodósio comandava com apenas 3 décimas de segundo de vantagem, mas Fontes foi mais rápido na especial, acabando por vencer o Rali Vidreiro Centro de Portugal, por escassas seis décimas de segundo.

Quem também esteve na luta pela vitória até bem perto do fim, foi o Hyundai i20 R5 de Bruno Magalhães, que terminou na 3ª posição a 8,2 segundos de Fontes. Depois de um pódio sempre muito discutido, Pedro Meireles levou o Volkswagen Polo GTI R5 ao 4º lugar, já a 1m03,5 do vencedor, seguido pelo campeão nacional Armindo Araújo em Hyundai a 1m19,3. João Barros em Skoda Fabia R5 foi 6º classificado, seguido por Pedro Almeida também em Skoda e por Luís Rego Jr. em Ford Fiesta R5, o campeão de ralis dos Açores. Entre os carros de duas rodas motrizes, o triunfo pertenceu a Gil Antunes em Renault Clio R3 T.

A 1 e 2 de novembro disputa-se o Rali Casinos do Algarve, a última prova do Campeonato de Portugal de Ralis, que irá decidir o campeão nacional de 2019. Depois do Rali Vidreiro, Ricardo Teodósio continua no comando do CPR, seguido agora por Bruno Magalhães. Armindo Araújo é o 3º classificado e José Pedro Fontes está na 4ª posição, todos com possibilidades matemáticas de chegarem ao título.

scroll up