Baja Portalegre 500 dita campeões

|AUTOCLUBE

A prova rainha do TT nacional voltou a ser decisiva ao atribuir os títulos da Taça do Mundo da FIA e de Portugal.

1terranova

A mítica prova alentejana foi mais uma vez o palco de todas as decisões. Com vários títulos em contenda, o primeiro a sorrir foi Orlando Terranova, com Bernardo Graue a seu lado (Mini John Cooper Works Rally). O argentino venceu a prova e o título da Taça do Mundo FIA de Todo-o-Terreno Bajas. Uma grande estreia no evento organizado pelo ACP.

Presentes com o objetivo de testar para o Dakar, Nani Roma/Dani Oliveras (Borgward BX7 Dkr EVO) foram segundos. Também na luta pela Taça do Mundo, Jakub Przygonski, navegado por Timo Gottschalk, (Mini John Cooper Works Rally) viu um furo no último sector sentenciar o terceiro lugar e o segundo na Taça do Mundo.

O melhor português em prova foi Hélder Oliveira, navegado por Paulo Fiúza. Regressou à competição e estreou-se da melhor maneira com o Mini All4 Racing ao terminar em quarto, enquanto os irmãos Ricardo e Manuel Porém, uma vez resolvidos os problemas de direção no Borgward BX7 Dkr Evo, venceram o SS4 e fecharam o top 5.

Contudo, em termos nacionais os olhos acabaram por estar postos noutros nomes, dado o facto da Baja Portalegre 500 decidir também o Campeonato de Portugal de TT.

Alexandre Ré, navegado por Pedro Ré, e a dupla Tiago Reis/Valter Cardoso protagonizaram uma luta ao segundo, mas tudo se decidiu quando a caixa de velocidades da Volkswagen Amarock de Ré cedeu, perto do quilómetro 80 do SS4. A partir daí o piloto do Mitsubishi Lancer geriu o ritmo até ao final num evento onde foi sexto. Pedro Dias da Silva (Ford Proto) também esteve na discussão. Tudo terminou após um toque, ao ficar sem direção assistida.

Com um carro menos competitivo, Alexandre e Rui Franco conseguiram um grande resultado. O BMW Evo X1 ficou em sétimo. Gregoire de Mevius/Andre Leyh (Toyota Hilux) terminaram em oitavo, seguidos de Nuno Madeira/Filipe Serra (Kia Sportage). Nuno Matos/Joel Lutas (Fiat Fullback Proto) definiram o lote dos 10 mais rápidos.

O evento nacional foi ganho por Henrique Silva/Henrique Damásio (Mini Paceman Proto) e a Taça Portugal de TT por José Maia/Gustavo Gaudêncio (Nissan Navara). No agrupamento T3 Fedor Vorobyev/Kirill Shubin (Can-Am Maverick X3) venceram. Já no T2 a vitória foi para a dupla João Ferreira/David Monteiro (Toyota Land Cruiser).

Mais uma vez a Baja Portalegre 500 recebeu os melhores pilotos das várias competições em disputa e, juntamente com o muito público que se fez sentir, garantiu uma festa impar no panorama do todo-o-terreno nacional e internacional. Agora venha a 34ª edição!

scroll up