Os 10 clássicos mais caros já vendidos em leilão

|AUTOCLUBE

Brilharam nos leilões das últimas décadas mas estiveram ao alcance de um punhado de sortudos que pagaram milhões para os ter nas suas colecções.

250-gto-900

Raros e de marcas emblemáticas, estes desportivos de várias épocas compõem uma galeria de topo, onde a Ferrari continua a liderar. Conheça os 10 carros mais valiosos de sempre:

10º - Aston Martin DB4 GT Zagato

A Aston Martin só construíu 19 unidades do DB4 GT Zagato em 1960. Equipado com um motor de 3,7 litros capaz de produzir 314 cv de potência e chegar aos 154 km/h, este modelo que está entre os carros mais belos de sempre rendeu 12 milhões de euros num leilão realizado em 2918

9º - McLaren F1 # 044

Quase 30 anos após seu lançamento, o McLaren F1 ainda detém o recorde de um carro de produção naturalmente aspirado com uma velocidade máxima de 241 km/h, recorde que provavelmente nunca será quebrado. Por supostamente ser o primeiro F1 de estrada, alcançou mais de 14 milhões em 2017.

8º - Ferrari 375-Plus Spider Competizione

O Ferrari 375-Plus é um dos mais significativos modelos de competição da marca italiana equipado com um bloco V12 de 5 litros pensado para enfrentar a dureza das corridas da América Latina. Apesar de, segundo os entendidos não ser dos modelos que mais primam pela beleza estética, conseguiu chegar ao lance vencedor de 17 milhões.

7º - Duesenberg SSJ

Se no momento de vender associarmos ao factor raridade nomes de personalidades famosas, a coisa muda realmente de figura. Foi o que sucedeu a este Duesenberg SSJ dos anos 30 que pertenceu ao ator Gary Cooper e do qual apenas foram fabricadas duas unidades, tendo ambas seguido na época para as mãos da elite de Hollywood. Este exemplar alcançou um recorde de quase 21 milhões em 2018.

6º - Aston Martin DBR1 / 1

Este Aston Martin DBR1 com o chassis nº 1 apesar de estar equipado com um motor de seis cilindros em linha e 3 litros, com 250 cv, não venceu Le Mans devido a uma falha mecânica. Mas conquistou a vitória na prova de 1.0000 km em Nürburgring em 1959. Foi vendido em leilão em 2017 por mais de 21 milhões.

5º - Ferrari 275 GTB / C

A constante paixão da Ferrari pela competição levou à produção do 275 GTB / C, sucessor do 250 GTO. Sob carroçaria refinada Scaglietti, motor V12 de 3,3 litros, 300 cv de potência e uma velocidade máxima de 160 km/h, este modelo está entre os três que foram produzidos pela marca italiana, que em 2014 foi vendido em leilão por 25 milhões.

4º - Ferrari 290 MM

Em 1956, a Ferrari apenas construiu quatro exemplares do 290 MM, todos destinados a correr nas Mille Miglia (MM). Este desportivo alimentado por um motor V12 de 3,5 litros capaz de atingir a velocidade máxima de 170 cv, foi conduzido por Fangio que terminou em 4º lugar da geral nas Mille Miglia de 1956, atingiu a quantia de 26,5 milhões em 2015.

3º - Mercedes-Benz W196

O Mercedes W196 foi o percursor de um novo formato aerodinâmico para os carros de F1, mais simples e leve. Este modelo que pertenceu a Fangio e com o qual venceu corridas em 1954, equipa um motor de oito cilindros de 2,5 litros com 257 cv de potência. Em 2013, um licitante sortudo levou para casa não sem antes desembolsar 26,6 milhões.

2º - Ferrari 335 Scaglietti

Ao contrário de outros desportivos da Ferrari, o 335 Scaglietti não foi construído para uma única série de corridas ao competir em Sebring 12 horas, Mille Miglia e Le Mans com grande sucesso. Alimentado por um novo motor V12 de 4 litros desenvolvendo 390 cv, rivalizou com o Maserati. Um exemplar foi vendido num leilão em 2016, rendendo 34 milhões.

1º - Ferrari 250 GTO

Não surpreende que seja um Ferrari 250 GTO a dominar a lista dos carros mais caros. Na verdade, dos 20 carros mais valiosos de sempre vendidos em leilão, nove eram 250 GTO. Um autêntico recordista e para alguém que ainda não esteja convencido basta ligar o motor V12 de 3 litros para entender como este modelo italiano é uma lenda. Em leilão chegou aos 48 milhões em 2018.

scroll up