O Rolls-Royce Phantom V de 1961 está elétrico

|AUTOCLUBE

A inglesa Lunaz Design pegou em modelos clássicos da marca e está a transformá-los em veículos elétricos.

rolls-royce-phantom-v-840

Apesar da eletrificação estar na mira da Rolls-Royce, a marca britânica ainda não avançou com nenhum modelo ecológico. Mas houve alguém que já lhe fez esse trabalho. A autora do projeto chama-se Lunaz Design, empresa especializada na transformação de automóveis clássicos em veículos elétricos.

Estamos, então, perante os primeiros RR elétricos do planeta, mais concretamente os modelos Phamtom V e Silver Cloud, dois exemplares clássicos que renasceram das cinzas para se adaptarem à mobilidade do futuro.

Cada um destes modelos históricos vai ter uma produção limitada a 30 unidades, todas elas realizadas ao gostos dos clientes da marca, quer a nível exterior (carroçaria) como interior (assentos).

O primeiro exemplar já foi apresentado pela Lunaz. Trata-se de um Rolls-Royce Phantom V de 1961, submetido a um rigoroso restauro que incluiu uma nova motorização, elétrica, patenteada pela própria marca.

A bateria incorporada oferece uma capacidade de 120 kWh e garante uma autonomia a rondar os 500 km. Pode ser recarregada tanto numa tomada doméstica como num carregador rápido.

Esta empresa transformadora também vai dotar os modelos clássicos com todas as comodidades modernas, tais como sistemas de infoentretenimento, navegação por satélite, ar condicionado ou equipamento áudio.

Os “novos” Rolls-Royce vão estar disponíveis em todos os mercados globais a preços que no caso do Silver Cloud deverão iniciar-se nos 388.415 euros e no Phantom V nos 500 mil euros.

scroll up