O Porsche 911 GT3 ainda dá cartas na pista e na estrada

|AUTOCLUBE

Vinte anos depois do seu lançamento, o 911 GT3 continua a ser um puro-sangue entre os desportivos mais marcantes.

Porsche 911_gt3_4

A apresentação do primeiro Porsche 911 GT3 em 1999, no Salão Automóvel de Genebra, marcou o início de uma nova era para os mais puristas no que toca a carros desportivos. Desenvolvido pelo bi-campeão mundial de Ralis, Walter Röhrl e Roland Kussmaul, engenheiro da marca, o 911 GT3 ficou famoso por transportar a sua agilidade em pista para a estrada, tornando-se, assim, no mais popular Porsche 911 até aos dias de hoje.

"Todos os Porsche 911 GT3 são sucessores legítimos do 911 RS 2.7, que foi o mais desportivo e mais desenvolvido Porsche 911 de sua época", afirma Walter Röhrl relativamente ao aniversário do modelo. "Todas as gerações do GT3, desde o primeiro ao atual modelo caraterizam-se por um elevado apelo emocional, fazendo com que o 911 GT3 continue a ser uma máquina puro-sangue que proporciona um nível de dinamismo sem paralelo. Por isso, que faz sentido que as várias gerações do GT3 sejam perfeitamente adequadas para corridas estabelecendo, há décadas, o padrão entre a categoria GT na competição", adianta Röhrl.

No currículo histórico, o 911 GT3 acumula grandes vitórias em corridas de resistência, incluindo as 24 Horas de Spa, 24 Horas de Daytona e 24 Horas de Nürburgring, tendo vencido esta última sete vezes desde 2000. O Porsche 911 RSR, que triunfou nas 24 Horas de Le Mans em 2018, também foi inspirado no 911 GT3. Não é por acaso que cerca de 80% de todos os 911 GT3 são utilizados com frequência na competição.

A atual geração do Porsche 911 GT3 conta com motor 4.0 de 6 cilindros e uma potência de 500 cv, proporcionando uma aceleração de 0 aos 100 km/h em 3,4 segundos. A velocidade máxima chega aos 318 km/h.

scroll up