Hyundai recolhe 82 mil veículos para substituir a bateria

|AUTOCLUBE

A maioria dos casos registou-se em modelos Kauai, cujas baterias correm risco de incêndio.

Hyudai-Kauai-Electric

O fabricante sul-coreano vai iniciar uma campanha de recall de 82 mil carros elétricos devido a problemas nas baterias que podem provocar incêndio. E são, sobretudo, as versões produzidas entre 2017 e 2020 as que acusam essa deficiência relacionada com a actualização do software. Do total de carros chamados pela marca para substituição da bateria, 76 mil são modelos Kauai, mas também vão ser recolhidas algumas unidades do Ioniq e autocarros de emissões zero Elec City. Nestes casos, a Hyundai vai substituir as baterias, numa operação de cerca de 900 milhões de dólares.

Em 2020, o fabricante sul-coreano tentou resolver o problema com uma atualização de software, depois de alguns veículos terem visto as suas baterias incendiadas. A maioria aconteceu na Coreia, mas registaram-se também dois casos no Canadá, um na Finlândia e outro na Áustria. Além disso, em outubro último a Hyundai tinha iniciado uma operação de recolha que envolveu 25.000 unidades do Kauai com o mesmo problema.

scroll up