GreenNCAP testou três modelos citadinos

|AUTOCLUBE

FIAT 500 totalmente elétrico com cinco estrelas, Honda Jazz Hybrid conquistou três e meia e o Peugeot 208 1.5 BlueHDi com três estrelas.

GreenNCAP-peugeot208

O Green NCAP, entidade responsável pela avaliação ecológica de automóveis na Europa, divulgou esta quinta-feira os resultados de três carros citadinos. O novo Fiat 500 totalmente elétrico atingiu cinco estrelas, o Honda Jazz 1.5 i-MMD Hybrid conquistou três e meia e o Peugeot 208 1.5 BlueHDi 100 alcançou três estrelas satisfatórias.

Nesta ronda de testes, o Cinquecento da FIAT destacou-se em todos os pilares da avaliação do Green NCAP. Sem emissões poluentes no tubo de escape, este carro totalmente elétrico obtém uma nota imbatível de dez para o Índice de Ar Limpo. No que se refere à categoria da eficiência energética, os carros elétricos a bateria conquistam elevados resultados em comparação com outros tipos de veículo e a Fiat também ganha pontos aqui.

No entanto, o carregador padrão fornecido com o veículo revelou-se lento e ineficiente, o que significa que, a longo prazo, o cliente irá pagar mais pela eletricidade da rede do que pagaria com uma unidade melhor. Na avaliação atual do Green NCAP, que analisa apenas as emissões do tubo de escape e não leva em consideração o CO2 a montante, o 500 completa o "hat-trick" na terceira e última categoria de análise, com pontos máximos no campo dos Gases de Efeito Estufa.

O Honda Jazz 1.5 i-MMD Hybrid e o Peugeot 208 1.5 BlueHDi 100 representam o que há de mais moderno em tecnologias híbridas a gasolina e diesel, e ambos têm um bom desempenho. Ambos os carros alcançam altas pontuações em Eficiência Energética e a Honda também se sai muito bem no indicador Ar Limpo. O Índice de Gases do Efeito Estufa é o mais fraco das três áreas de avaliação para ambos os veículos, mas o Honda e o Peugeot surgem com sólidas classificações de 3½ e 3 estrelas, respectivamente.

Para a GreenNCAP, os carros elétricos são claramente os veículos mais limpos que existem e vê-se cada vez mais fabricantes a comprometer-se em criar uma gama totalmente elétrica nos próximos cinco ou dez anos.

Esta corrida para um futuro elétrico trará consigo novos desafios: haverá uma procura muito maior na rede elétrica e a própria geração de energia vai precisar de se tornar mais "verde" para que esses carros consigam perfazer todo o seu potencial ambiental. Isso é algo que o Green NCAP levará em consideração em breve. 

scroll up