Bugatti Bolide – E se…

|AUTOCLUBE

Marca francesa de luxo arrasa com protótipo com bloco W16 para uso exclusivo em pista.

bolide-1

E se...? É uma pergunta que todos, a dada altura na vida, ou com mais frequência, colocamos sobre vários temas e a Bugatti, por muito que seja uma marca de luxo extremo, nesta matéria não diferente do comum dos mortais.

A diferença está no que o construtor coloca após o “E se...?” Neste caso, a pergunta completa é só por si de deixar a cabeça a andar à roda: E se a Bugatti desenvolvesse um hiperdesportivo extremo, feito para a pista, e com uma relação peso potência de apenas 0,67 kg por cavalo?

A resposta é o protótipo Bugatti Bolide, um veículo construído à volta do icónico bloco W16 de 8 litros com o qual se combinou uma carroçaria absolutamente minimalista, desprovida de tudo quanto gera peso sem contribuir para o aumento de potência e onde o único luxo (além do próprio carro, é claro) é a existência de dois bancos no habitáculo.

Com apenas 1.240 kg de peso total e uma potência de 1.850 cavalos, o Bugatti Bolide consegue números capazes de rivalizar com um Fórmula 1, se bem que em termos de velocidade de ponta se coloca a um outro nível... 500 km/h!

Valores não muito fáceis de colocar em perspetiva, excepto talvez quando se revela que o Bolide precisa apenas de 3:07,1s para dar uma volta ao traçado de Le Mans, ou de 5:23,1s para completar os quase 21 km do Nordschleife.

“Estamos, pela primeira vez, a mostrar aquilo de que o W16 é verdadeiramente capaz,” afirmou o Presidente da Bugatti, Stephan Winkelmann. “Libertámos o carro de toda a bagagem e combinámos o motor com o chassis mais leve possível para criarmos o derradeiro Bugatti e garantir uma experiência de condução ímpar. Com o Bolide, estamos a apresentar a nossa interpretação de um Bugatti de pista moderno para entusiastas da Bugatti em todo o mundo e, com isso, tornar realidade os seus desejos.”

Agora resta aguardar para ver se o construtor decide, ou não, passar para a fase de produção.

scroll up