A importância das máscaras de proteção

Diferenças e cuidados a ter

O seu uso ganha cada vez mais adeptos como medida eficaz de combate à pandemia, mas há diferenças na sua eficácia.

O uso de máscaras é considerado um procedimento seguro para evitar a transmissão do SARS-COV2, o novo coronavírus que foi identificado pela primeira vez em Wuhan, na China, no final de 2019, sendo a causa da doença por coronavírus de 2019 (COVID-19), que se espalhou por todo o mundo.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) inicialmente recomendou que o uso de máscara deveria estar limitado a pessoas infetadas, agentes de saúde e cuidadores. Mas um conjunto de especialistas da OMS tem vindo a rever essa posição e o uso desta proteção da boca e nariz está cada vez mais a ser defendido como medida eficaz de contenção ao SARS-COV2. Há vários países que têm massificado o uso de máscaras na maioria da população.

Materiais usados para a filtragem do ar

Máscaras FFP 2 e 3 protegem entre 94 e 99% As máscaras FFP (Filtering Facepiece Particle), ditas de proteção respiratória, são mais elaboradas e de maior proteção. Possuem um dispositivo de filtragem. Protegem o ambiente em redor, mas sobretudo protegem o utilizador da máscara contra as projeções de gotículas e partículas em suspensão no ar.

As máscaras com melhor desempenho são do tipo FFP2 e FFP3, que têm as seguintes características, respetivamente: uma percentagem de filtração de 94% e 99% e uma percentagem de fuga para o exterior de 8% e 2%. As FFP2 e FFP3 podem estar munidas de uma válvula para reduzir a resistência à expiração (a válvula deixa passar o ar durante a expiração e fecha-se durante a inspiração), evitando assim a condensação de humidade que pode vir a depositar-se sobre o filtro.

Como colocar a máscara

 

Lavar as maos

1. Antes de colocar uma máscara, lave as mãos com um sabonete à base de álcool ou água e sabão.

cubra a boca

2. Cubra a boca e o nariz com a máscara e verifique se não háespaços entre o rosto e a máscara.

Não tocar

3. Evite tocar na máscara enquanto a estiver a usar; se o fizer, lave de imediato as mãos com um sabonete à base de álcool ou água e sabão.

Colocar no lixo

4. Substitua a máscara por uma nova assim que estiver húmida e não reutilize as máscaras.

Lavar as maos

5. Para remover a máscara: remova-a por trás (não toque na frente da máscara); descartar imediatamente para o lixo; lave de novo as mãos com álcool ou água e sabão à mão.


As máscaras têm rareado nos pontos de venda devido à enorme procura e têm sido alvo de especulação nos preços. A venda deste tipo de artigos não faz parte das áreas de atuação do Automóvel Club de Portugal, mas a preocupação do clube com o bem-estar dos sócios, assim como os tempos excecionais que se vivem, levam o ACP a tentar minimizar os efeitos da grande procura por este tipo de proteção. De forma a alargar ainda mais o apoio aos sócios, o ACP disponibiliza a venda de máscaras e fornece mais um meio de proteção à pandemia.

VISITE A LOJA ACP

 

in Revista ACP | Abril 2020
scroll up