Um novo Captur para manter a liderança

|AUTOCLUBE

Um SUV completamente renovado, com mais espaço, novas tecnologias e motores atraentes, para continuar a vencer no seu segmento.

RENAULT-CAPTUR-ABERTURA-840

Um design mais robusto e atlético contribui para uma presença mais forte do SUV que é líder do segmento B. O Renault Captur venceu a concorrida disputa nesta cada vez mais importante faixa do mercado que, em 2019, contou com 20 concorrentes. Agora, com chegada a Portugal marcada para 18 de janeiro, o Captur é novo em tudo, especialmente numa verdadeira revolução interior.

Bem assente na nova plataforma CMF-B, igual à do novo Clio, o Renault Captur está apto para a introdução de novas tecnologias, em especial para receber o ecológico E-Tech híbrido Plug-in, com grande capacidade de renovação de baterias, que deverá chegar em princípios de junho. Depois do sucesso do primeiro Captur, esta nova geração apresenta-se com equipamentos melhorados e as mais recentes tecnologias, como por exemplo, o Easy Drive, o primeiro passo para a condução autónoma.

Com cinco estrela Euro NCAP em todas as versões, o novo Captur possui uma maior distância entre eixos que a geração anterior, mais espaço interior e uma bagageira que aumentou a sua capacidade em mais de 80 litros. Com um formato que não engana em relação àquilo que encantou na primeira geração do Captur, as modificações são imensas, com destaque para uma traseira muito mais elegante onde ressaltam as óticas LED com uma assinatura em C, que marcam o novo modelo. Na dianteira os novos faróis, também com tecnologia LED, sorriem para abrir novos caminhos de sucesso a um modelo que pretende catapultar a brilhante aceitação do primeiro Captur.

Mas a verdadeira revolução do Renault Captur é no interior. Materiais de qualidade, que fazem reproduzir modelos de segmentos superiores, um tablier totalmente personalizável, ecrã de 9,3 polegadas, o maior do segmento, mais arrumações inteligentes e esteticamente bem conseguidas, são algumas das referências que dão novos argumentos ao Captur, que conta com 18 decorações interiores e 8 ambientes diferentes, que contrastam com as 90 combinações de cores no exterior, quase todas em dois tons.

Em relação a motores, o Captur dá ânimo a todas as vidas desejadas pelo condutor. O bloco a gasolina 1.3 TCe, proveniente da parceria com a Mercedes-Benz, pode oferecer 130 cv ou 155 cv, com caixa manual de seis velocidades, ou automática EDC. Na opção a gasolina existe ainda o motor de 3 cilindros 1.0 TCe de 100 cv. Sem esquecer as motorizações diesel, o Renault Captur oferece ainda o bloco 1.5 Blue dCi com 95 cv ou 115 cv. No que toca a preços, tudo vai oscilar entre os 19.990€ e os 29.150€, conforme os níveis de equipamento e as motorizações escolhidas.

scroll up