Toyota C-HR mais emotivo e só com motorizações híbridas

|AUTOCLUBE

Um SUV mais refinado, com novas baterias, e agora com 2 motores a gasolina de 1,8 e 2,0 litros para melhores performances.

C-HR-abertura---840

O C-HR está a transformar-se num sucesso de vendas para a Toyota. O estilo arrojado, as capacidades inegáveis do sistema híbrido e a eficiência de condução estão a colocar o SUV híbrido da Toyota num patamar deveras interessante. E para que a aceitação seja ainda mais dilatada, o construtor nipónico decidiu atualizar o C-HR, introduzindo nítidas melhorias técnicas, uma muito ligeira diferença no olhar, em termos de design e mais um motor de combustão, para o tronar ainda mais eficiente. Agora o Toyota C-HR passa a ser exclusivamente híbrido, contando com dois propulsores a gasolina. O já conhecido 1.8 recebe agora a companhia do novo 2.0, o mesmo que equipa os recentes Toyota Corolla e Camry. O aumento de eficiência é evidente e a diferença de preço não é assim tão significativa.

Mais potente e mais divertido de conduzir, o novo C-HR é um automóvel mais Premium e com um aspeto visual modernizado, embora as diferenças sejam praticamente impercetíveis. A introdução do motor a gasolina de 2,0 litros, não só aumenta o poder da escolha, como torna o popular SUV da Toyota num automóvel mais dinâmico, sem que o aumento de consumo seja minimamente penalizante. Refinar os valores que fizeram crescer o modelo, é o objetivo da Toyota, que pensou e redesenhou o C-HR na Europa para consumo europeu.

Em termos visuais o C-HR está mais expressivo, com nova localização dos faróis de nevoeiro, novas assinaturas luminosas e tecnologias LED, e ainda um revigorado design do difusor traseiro. O interior foi enriquecido com materiais Premium e novas combinações de cores e materiais. Equipado com a 4ª geração do sistema híbrido Toyota, o C-HR continua a contar com o excelente bloco de 1,8 litros que, com irrepreensível associação ao motor elétrico, debita 122 cv de potência. Em relação ao novo motor 2.0 a potência combinada passa a ser de 184 cv, o que faz o C-HR tornar-se mais rápido no arranque, embora o ganho em velocidade de ponta seja apenas de mais 10 km/hora.

Performance e feeling híbrido são as melhores sensações que se podem sentir ao volante do revigorado SUV da Toyota. Com uma resposta bastante rápida à aceleração, é fácil de conduzir, confortável e dotado de excelente posição de condução. Novas afinações da suspensão e uma direção assistida elétrica melhorada, são apenas algumas das boas sensações ao volante do novo modelo. As novas baterias são mais potentes e possuem excelente relação com a nova motorização de 2,0 litros. Em termos de tecnologias, o C-HR deu um salto substancial, possuindo um suporte avançado de condução, novo sistema multimédia e uma conectividade de última geração, com especial destaque para o sistema “My T” da Toyota. Um verdadeiro reforço de tecnologia a bordo.

Falta pouco para que 95% da produção da Toyota seja totalmente híbrida, daí que o C-HR deixe de contar com a motorização 1.2 a gasolina. Em Portugal, o C-HR tornou-se num sucesso de vendas e num instrumento de comunicação excelente para a marca. À venda no nosso país a partir de 18 de novembro, o novo C-HR híbrido com motor de 1,8 litros tem preços que oscilam entre os 29.865€ e os 34.865€, enquanto a nova motorização de 2,0 litros apresenta preços que vão dos 34.665€ aos 39.165€.

scroll up