Vitória polémica de Nyck De Vries na Fórmula E em Espanha

|AUTOCLUBE

Félix da Costa dominou a 1ª corrida de Valência, mas um desentendimento com a direção de prova provocou a sua desclassificação.

Felix-da-Costa-Valencia-900

Dominador da que foi a quinta ronda do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula E, o Campeão em título António Félix da Costa ficou privado de uma vitória que esteve sempre ao seu alcance. Partindo da ‘pole-position’, António Félix da Costa saiu na frente do pelotão, num arranque feito atrás do Safety Car, em resultado da chuva que se abateu sobre o circuito poucos minutos antes da partida. Apesar das várias neutralizações, que o privavam do avanço que conseguira acumular, o piloto português nunca deixaria de liderar a corrida. Só que as várias alterações feitas pela Direção de Prova, em termos do volume de energia atribuída, viriam a surpreender grande parte dos pilotos, incluindo o líder da corrida. Forçado a completar a última volta a um ritmo reduzido, Félix da Costa teria de se contentar com um 7º lugar... antes de se ver desclassificado por exceder a quota de energia permitida.

O piloto português ficou extremamente dececionado com este desfecho, numa corrida de Fórmula E disputada pela primeira vez num circuito permanente e não citadino. “Este não é, obviamente, o tipo de final que um fã de desportos motorizados quer ver, independentemente do nome do vencedor”, lamentou António Félix da Costa. “Admito que sofri um duro golpe, difícil de engolir. Foi um dia perfeito. Seja em pista seca ou à chuva, conseguimos alcançar tudo na perfeição antes de iniciarmos esta última volta, pelo que sim, dói muito. Mas amanhã é mais um dia e teremos nova oportunidade de marcar pontos. É esse o objetivo.”, referiu Félix da Costa. A vitória na primeira corrida de Fórmula E acabou por pertencer ao Mercedes de Nyck De Vries, com o campeonato a regressar ao Circuito Ricardo Tormo em Valência este domingo às 13h00 portuguesas.

scroll up