Na Toscânia Hamilton voltou a mandar numa corrida atribulada

|AUTOCLUBE

Um GP de bandeiras vermelhas, que contou com três partidas, a Mercedes voltou a fazer dobradinha com o campeão a mandar.

Hamilton-e-Bottas-840

Aconteceu de tudo um pouco no GP de Fórmula 1 da Toscânia. Uma corrida cheia de acidentes espetaculares que nunca perturbaram Lewis Hamilton, que alcançou a vitória 90 da sua carreira e até controlou as tentativas do seu colega Valtteri Bottas da Mercedes, com mais uma dobradinha clara para a marca da estrela. Os problemas começaram logo na volta inaugural, mas a corrida viria a ser interrompida por duas vezes, com o GP a terminar muito tarde, depois das paragens obrigatórias.

Dois acidentes espetaculares e até algo violentos, retiraram 7 carros da prova, deixando os dois Mercedes na frente, com pneus novos e duros, ainda mais calmos do que é habitual. Se a dobradinha para a Mercedes já não é novidade, surpreendente foi o 3º lugar de Alexander Albon em Red Bul, que conquistou o primeiro pódio da sua carreira, depois do seu colega Verstappen ter abandonado demasiado cedo. Depois de um pódio aparentemente normal, Daniel Ricciardo colocou o Renault no 4º lugar, seguido pelo Racing Point de Sérgio Perez e pelo McLaren de Lando Norris. Daniil Kvyat levou o Alpha Tauri ao 7º lugar, com o Ferrari de Charles Leclerc a obter a 8ª posição, à frente do Alfa Romeo de Reikkonen e do outro Ferrari de Sebastian Vettel.

scroll up