Miguel Oliveira conquista um fantástico 2º lugar na Alemanha

|AUTOCLUBE

O piloto ACP foi o único a pressionar Marc Marquez que regressou às vitórias após grave lesão.

Miguel-Oliveira-Alemanha-900

Miguel Oliveira conquistou o 2º lugar e o 3º pódio consecutivo em 2021, sendo o piloto de MotoGP que mais pontos conquistou nas últimas três corridas, onde averbou uma vitória e dois segundos lugares. Partindo do 6º lugar da grelha, Miguel Oliveira chegou ao 2º lugar antes da metade da corrida, sendo o único a perseguir o líder, vincando que estava em perfeitas condições para conquistar mais uma vitória. Dono da volta mais rápida no circuito alemão, a perseguição a Marc Marquez, mesmp à distância foi emotiva, sendo o único piloto capaz de contrariar a supremacia do piloto espanhol da Honda.

Entretanto, o 8 vezes campeão do mundo de MotoGP regressou às vitórias, 561 dias depois de ter sofrido uma grave lesão. Marquez conquistou a sua 8ª vitória na categoria rainha no circuito alemão, vincando no final a corrida fabulosa de Miguel Oliveira, o único que o conseguiu incomodar e o obrigou a defender a liderança. O piloto ACP averbou por diversas vezes a volta mais rápida do circuito, nunca deixando de tentar chegar à liderança. Mas esta era a corrida de Marc Marquez, que se sentiu mais confiante com a primeira ameaça de chuva.

Oliveira deixou o 3º classificado Fábio Quartararo em Yamaha a uma diferença considerável, mostrando que a KTM está cada vez mais competitiva, como demonstrou também o seu colega de equipa Brad Binder que foi o 4º classificado, sublinhando que a KTM está em alta. Missão cumprida para Miguel Oliveira, que assinou mais uma exibição de luxo. “Foi o jogo do gato e do rato, numa corrida muito interessante onde houve uma batalha constante, mesmo à distância. Estou contente por continuar a subir ao pódio, num 2º lugar atrás do Marc, num circuito onde ele é muito bom”, disse Miguel Oliveira no final da corrida.

Depois da prova alemã, Miguel Oliveira é o 7º classificado com 74 pontos, apenas menos um que Maverick Viñales e menos 11 que Joan Mir, num campeonato de MotoGP que continua a ser comandado por Fabio Quartararo com 131 pontos. A próxima prova é já np próximo domingo no circuito de Assen nos Países Baixos.

scroll up