Este Maserati caiu no esquecimento, mas já vale um milhão de euros

|AUTOCLUBE

Basta este Maserati 350 GT estar ligado a Fangio para em leilão atingir uma soma astronómica, mesmo como se encontra.

Maserati-3500-GT-840

Apesar do mau estado que apresenta, é muito provável que este Maserati 350 GT atinja mais de um milhão de euros quando for levado a leilão no dia 25 de outubro em Pádua. E há um motivo para isso. Além de ser um dos modelos da marca mais procurados, foi utilizado por Fangio quando o piloto argentino passava férias em Itália, na década de 60.

Fabricado em 1961, o 3500 GT é considerado um dos mais belos carros de sempre e se estiver bem preservado pode valer 300 mil euros. Mas a este Maserati basta-lhe o facto de estar ligado ao famoso piloto para mais que triplicar o seu valor quando for vendido. O valor base de licitação é de 500 mil euros.

O que não está muito claro é o que o novo proprietário fará com ele. Há quem seja de opinião que o melhor seria deixar o carro tal como está e com a história que tem para contar, mas existe quem ache que uma jóia destas merece voltar a ter o resplendor de quando era novo.

Este modelo começou a ser fabricado em 1957 e mostrava-se um sério concorrente dos Ferrari da época, graças ao seu sensacional motor de 6 cilindros em linha de 3,5 litros e a uma dinâmica de exceção. Três anos depois, o Maserati 3500 GT abandonou os carburadores Weber no motor passando a receber um sistema de injeção mecânica, tornando-se no primeiro carro italiano sem carburadores, que fazia a sua potência chegar aos 220 cv.

Entre 1957 e 1964 fabricaram-se 2.226 Maserati 3500 GT com carroçaria coupé. Podem parecer poucos exemplares mas tratando-se de um modelo com estas caraterísticas foi um êxito, tanto mais que não eram muitos aqueles que na época podiam ter um carro como este construído de forma praticamente artesanal.

scroll up