Ferrari que foi da polícia italiana está à venda

|AUTOCLUBE

Este 250 GT/E que patrulhou as ruas de Roma nas décadas de 60/70 é um dos carros da polícia mais especiais de sempre.

ferrari-policia-840

Estava-se no início da década de 60 quando a polícia italiana perguntou a Armando Spatafora, um dos agentes mais respeitados de Roma, o que precisava para fazer o seu trabalho de forma mais eficaz ao que ele respondeu: "o que seria melhor que um Ferrari?".

A sugestão foi superiormente aceite e assim surgiu nas ruas daquela cidade um dos mais inesquecíveis carros patrulha: um Ferrarri 250 GT/E de 1962 que durante dez anos esteve ao serviço dos “carabinieri”. Em 1972 foi comprado em leilão por Alberto Cappeli que preservou ao longo destes anos a sua importância história, mantendo todas as caraterísticas do carro, como a pintura em preto “Squadra Volante”, sirene, luzes de emergência da polícia e estofos em pele castanhos.

Recentemente foi submetido a uma inspeção oficial da Ferrari que confirmou a sua originalidade, antes de ser novamente colocado à venda na Girardo & Co. O preço deste que é considerado um dos mais interessantes automóveis policiais da história só está disponível sob consulta.

Este Ferrari 250 GT/E está equipado com um motor V12 de 3.0 litros que atinge 240 cv de potência e chega aos 230 km/h de velocidade máxima.

scroll up