Toda a mobilidade de James Bond numa só exposição

|AUTOCLUBE

Até os génios da espionagem precisam de um meio seguro, fiável e muitas vezes surpreendente para se deslocar. James Bond usou vários e agora estão expostos em Londres. 

james-bond-in-his-land-rover-series-iii-in-jamaica

Entre os vários modelos estão seis veículos do último filme de Bond, na exposição "Bond in Motion", do Film Museum, que reune os carros-estrela do mais recente filme de James Bond, "No Time To Die", .

A coleção, exposta em Covent Garden, contém também mais de 20 carros, motos e barcos que apareceram nos 25 filmes de James Bond produzidos oficialmente, além de vários outros adereços e figurinos.

Agora em exibição, nada menos que seis veículos que apareceram no próximo filme - uma réplica Aston Martin DB5 criada para esse fim, completa com danos e marcas de tiros; o Aston Martin V8 Vantage, que retorna ao franchise cinematográfico após ausência de 32 anos; Land Rover Série III de James Bond da Jamaica; e um novíssimo Land Rover Defender 110 guiado por um personagem chamado 'Ash'.

Além das estrelas de quatro rodas, o Triumph Scrambler 1200 XE, visto em Matera, Itália, e a scooter Royal Alloy GT125 da Nomi, da Jamaica, também se juntaram à exibição.

A réplica do DB5 que une a tela Bond in Motion é uma das oito produzidas para o filme. Com os preços do DB5 atualmente no milhão de libras, além das exigências vigorosas das sequências de cenas de ação, fazia sentido que a produção construísse uma frota de réplicas, para não haver sentimentos de culpa por tanto estrago causado.

"A Aston Martin construiu oito DB5s personalizados, juntamente com um extenso pacote de peças de reposição, capaz de completar a sequência de ações em rápida evolução em Matera", disse Chris Corbould, há muito o supervisor de efeitos especiais de James Bond. "Também foram fornecidos três Aston Martin V8s usados ??no The Living Daylights e dois dos mais recentes DBS Superleggera." 

"Vários DB5s foram equipados com gaiolas completas, células de combustível de segurança, sistemas de extintores de incêndio, travões manuais hidráulicos, isoladores de bateria, assentos de rally e cintos de cinco pontos", acrescentou. "Os dispositivos Q Branch no DB5 incluem minifuzis giratórios M134, que aparecem nos faróis, a cortina de fumo tradicional, minas que caem sob o pára-choque traseiro e uma placa de matrícula LED criando uma visão moderna da versão giratória de Goldfinger (1964)".

scroll up