O Faísca saltou do ecrã para a vida real

|AUTOCLUBE

O brinquedo fala, mexe-se, corre como um relâmpago e avisa quando está cansado. Ele ganhou vida com app de telemóvel.

img 944x6292017_05_26_15_44_57_48931

O herói da Pixar, que estreia o terceiro título de "Carros" a 15 de Junho em Portugal, tornou-se num brinquedo que ganha vida através de um smartphone. As vendas online já arrancaram e o preço ronda os 300 dólares (268 euros), a presença em lojas físicas está marcada para a altura do lançamento do filme.

Dentro do Faísca estão três processadores, que dão energia a cinco painéis tácteis. Um ecrã LCD no pára-brisas consegue recriar os olhos animados do carro, e uma luz com sensores acende os faróis quando estiver escuro. O carro precisa de 30 minutos para carregar as baterias e garante uma autonomia de 40 minutos a acelerar.

A app criada para esta figura controla 300 frases verbalizadas, que foram possíveis adicionar ao carro graças a uma colaboração da Pixar que ‘emprestou’ a voz e feições – a boca e o corpo recriam os mesmos movimentos - idênticas às utilizadas no filme. E parece mesmo que a personagem saltou do ecrã para a vida real. Para além de falar, o microfone do carro emite sons de um motor.

Depois de alguns minutos de divertimento o Faísca avisa quando está a ficar "cansado", o que prova a intenção da Sphero em criar figuras que sejam muito mais do que um brinquedo.

scroll up