Logan e Sandero com 2 estrelas no Euro NCAP

|AUTOCLUBE

Modelos da marca ligada à Renault surpreenderam pela negativa nos testes de segurança. Com 5 estrelas saíram VW I.D.4 e Skoda Enyaq IV

sandero

O Euro NCAP divulgou esta quarta-feira as mais recentes avaliações de modelos lançados recentemente e os resultados revelaram classificações que há muito que não constavam na tabela daquele organismo independente que analisa a segurança dos veículos, isto apesar dos critérios usados este ano serem mais exigentes.

Com quatro modelos de três diferentes marcas em teste, coube à Dacia estragar a boa média que as avaliações vinham a registar em 2021, com duas estrelas para cada um dos modelos testados: Dacia Logan e Sandero Stepway, o mais vendido da marca na Europa. No extremo oposto ficaram o Volkswagen I.D.4 e o Skoda Enyaq iV, ambos elétricos, ao obterem cinco estrelas cada um.

No caso dos modelos da marca romena ligada à Renault, a proteção de passageiros ficou pelos 70%, a proteção de crianças nos 72%, mas foi nas categorias de proteção de peões e ciclistas e nos sistemas de segurança e assistência à condução que Logan e Sandero se despistaram: 41% e 42%, respectivamente.

Segundos os analistas do Euro NCAP, "estes modelos mantêm-se fiéis ao espírito de marca económica e têm especificações de segurança reduzidas. O sistema de travagem autónoma de emergência apenas reage a outros veículos, mas não foi projetado para evitar acidentes com peões ou ciclistas". Segundo o relatório, o resultado na proteção contra colisões "é respeitável, com um desempenho que faria deste automóvel um quatro estrelas não fossem as suas deficiências noutros critérios".

Já no caso dos elétricos testados, resultados bem diferentes. O novel I.D.4 conseguiu uma proteção de passageiros de 93%, proteção de crianças de 89% e 85% nos sistemas de segurança e assistência à condução. Já a proteção de utilizadores de estrada vulneráveis, o resultado ficou-se pelos 76%.

Quanto ao modelo da marca checa, mas que integra também o grupo Volkswagen, conseguiu ir ligeiramente mais longe do que o “irmão” alemão, com 93% de proteção de passageiros; 89% de proteção de crianças; 76% no caso dos ciclistas e peões e 85% nos sistemas de segurança e assistência à condução.

“A segurança avançou”, considerou Michiel van Ratingen, secretário-geral do Euro NCAP, “e os maiores avanços estão agora a ser feitos com uso de alta tecnologia para prevenir acidentes. Claramente, a Dacia encontrou o seu mercado, mas uma avaliação de duas estrelas mostra pouca ambição, mesmo para um produto de baixo custo. A decisão da marca de não oferecer uma câmera está claramente em contraciclo com o mercado e é decepcionante pois a Dacia está ciente de que em breve os seus automóveis terão de cumprir o novo Regulamento Geral de Segurança. A Škoda e a VW, por outro lado, mostram o que pode ser alcançado e a Euro NCAP dá o seu aplauso por oferecerem aos clientes o mais alto nível de segurança. ”

scroll up