Porto

Capital do norte

Quem vem e atravessa o rio
Junto à Serra do Pilar
Vê um velho casario
Que se estende até ao mar

As palavras são da eterna música "Porto Sentido", de Rui Veloso, e pintam a imagem de um povo que faz do mar uma parte indispensável e essencial da sua arquitetura. O Porto tem as portas abertas bem abertas ao Rio Douro, que, durante séculos, não só ajudou no desenvolvimento e crescimento económico da cidade, como no enriquecimento da sua cultura.

A Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal, Cidade Invicta: é uma cidade de vários nomes e costumes, mantendo sempre um pé na tradição e outro no modernismo. Reza a lenda que, nos primórdios das conquistas pelo continente africano, os expedicionários levaram com eles toda a carne disponível e deixaram, para o consumo da população, apenas as tripas. Desta forma, nasceu um dos pratos mais conhecidos da região, as tripas à moda do Porto, e uma nova identidade que ainda hoje é pronunciada. 

Cidade cheia de vida, é a prova da hospitalidade nortenha — pois são os maneirismos particulares e a simpatia inigualável que fazem com que as pessoas regressem.

Eletricos Porto

Os nºs 18 e 22 em direção à Igreja do Carmo

Um passeio pela zona urbana da cidade

Bairros no Porto

Azuis, verdes, amarelos, vermelhos e tantas outras cores
Uma vista pelo brilhantismo do Porto 

Conhecer a história

Entre Cale, Portus Cale, Portuscale, Portus e finalmente Porto, a história desta cidade passou ao longo dos séculos pela ocupação e influência de vários povos, que, de forma consequente, moldaram a organização do território. Aquela que era uma aldeia de pequena dimensão situada à beira do Rio Douro foi pela primeira vez ocupada pelos romanos, depois pelos visigodos e a seguir ficou sob domínio árabe no ano de 716.

Foi devido à reconquista do território por D. Afonso I das Astúrias que a formação do reino de Portugal começou a dar os primeiros passos. Em 1906, o rei D. Afonso VI de Leão casou a sua filha Teresa de Borgonha e Ilhes, concedendo-lhe o Condado Portucalense, com capital situada no Porto. A luta por expandir o Condado foi comandada por Afonso Henriques, seu filho, que em 1138 venceu a batalha de Ourique contra um exército numerosamente formado por muçulmanos, leoneses e castelhanos.

Já em 1387, João I de Portugal casou-se com Filipa de Lencastre, neta do rei Henrique II da Inglaterra. O casamento viu nascer o Tratado de Windson, que mantém, até aos dias de hoje, a aliança militar mais antiga do mundo entre Portugal e Inglaterra. Seis anos mais tarde, nascera o Infante D. Henrique, filho de D. João, que impulsionou uma altura marcante na história do império português.

A época dos Descobrimentos enriqueceu Portugal, tornando-se na altura no centro do comércio marítimo europeu; os seus portos, entre eles o do Porto, viveram uma época de forte dinamismo. Por esta altura, desenvolveu-se uma grande atividade marítima e comercial, fazendo com que a cidade ficasse na liderança da indústria portuguesa de construção naval.


Altura dos descobrimentos no Porto


Mas o papel político da cidade, especialmente ligado a movimentos revolucionários e em prol da autodeterminação nacional, foi sempre um fator bastante vivo no Porto. Quando Portugal e Espanha partilhavam o mesmo território, a cidade apoiou Prior de Crato na disputa pelo trono português face ao rei Filipe II de Espanha; anos mais tarde, serviu novamente como uma voz de apoio à revolta de 1640, que pôs fim à união dos dois países. Mostrou também a sua oposição quando Marquês de Pombal pretendia criar um monopólio britânico com os vinhos do Porto. Durante as invasões napoleónicas, o Porto foi palco de ocupações europeias; primeiro pelos espanhóis e logo a seguir pelos francesas, ao comando do general Soult.

Durante o século XVII, a cidade passou por uma época dourada, essencialmente devido ao desenvolvimento arquitetónico, com o nascimento de grandes edifícios do estilo neoclássico e barroco. Os bons tempos mantiveram a chama liberal e progressista, pois não só vários intelectuais e poetas viviam na cidade, como em 1820 foi cenário de um levante militar que acabou com a monarquia absoluta, dando lugar a uma constituição liberal.

A partir do século XIX em diante, o Porto acompanhou sempre as principais mudanças sociais e políticas pelas quais o resto do país passara — as guerras liberais, o regicídio, a chegada da República, etc. Tais mudanças fizeram com que o próprio planeamento da cidade sofresse alterações: em 1890, a economia cresceu de forma significativa devido à construção do Porto de Leixões; em 1916, os primeiros passos começaram a ser dados na Avenida dos Aliados. 

Hoje, quando se fala do Porto, fala-se de um sítio acolhedor, vivente, cheio de histórias e com uma visão atentiva para a cultura. A Casa da Música e o Museu de Serralves são dois símbolos imperdíveis do lado contemporâneo da cidade — dois sítios a não perder.

Em busca dos sabores

As Tripas à moda do Porto são possivelmente o prato mais famoso da cidade. Forte, saboroso e normalmente guisado, costuma ser feito com um bom refugado e acompanhado por enchidos, feijão manteiga e até mesmo arroz branco. Mas se pensa que é a única coisa que se come no Norte, então tem muito por descobrir.

Além das tripas, o bacalhau é também uma figura de grande atração, especialmente se for à Gomes de Sá. Mas o arroz de polvo e o cabrito assado não ficam muito atrás. Há, no entanto, um prato bastante característico que não passa despercebido entre os aficionados por boa comida  e que os Lisboetas tanto tentam replicar. Imagine: duas fatias de pão preenchidas por vários tipos de carne — bife, fiambre, salsichas —, cobertas por fatias de queijo derretidas e encimadas por um ovo estrelado. Já adivinhou? A francesinha continua a ter raízes fortes no Porto cujos restaurantes que a servem são passagens obrigatórias.

Tripas a moda do Porto

As típicas tripas à moda do Porto

Francesinha

As francesinhas conhecidas mundialmente

Onde ficar

O Hotel Holiday Inn Porto Gaia, o Crowne Plaza e o ABC Hotel não só oferecem uma estadia cheia de requinte e tranquilidade, como proporcionam uma experiência autêntica ao situarem-se em ambos os lados do Rio Douro, fazendo com que seja fácil a deslocação para vários sítios turísticos. É importante salientar que todos os sócios ACP têm direito até 20% de desconto nestes hotéis.

Holiday Inn Porto Gaia


Crowne Plaza


ABC Hotel


 

Outras perspetivas

O Para todos os enófilos, o World of Wine reúne todas as condições para uma viagem inesquecível pela história do vinho português. O Museu foi distinguido em 2021 por ter inaugurado, em plena pandemia, um gigantesco projeto nascido nas encostas de Vila Nova de Gaia, que visava dar um destaque aos diversos setores culturais da cidade, com restaurantes, exposições temáticas, cafés, bares, galerias, etc. Desde a semente à garrafa, tome o vinho como uma experiência que apela a todos os sentidos. Não esquecer: os sócios ACP têm um desconto de 10%, caso façam a compra através da Tiqets.

Um dia no Porto

HORAS ATIVIDADE
9h00 Comece o dia na Torre dos Clérigos
10h00 Seja um dos primeiros a entrar na Livraria Lello, uma das mais bonitas do Mundo
10h45 Visite a Igreja do Carmo e o Largo dos Lois
11h45 Tome um café no Majestic, um dos sítios mais emblemáticos do Porto
12h00 Passeie pela Rua de Santa Catarina
13h00 Almoce no restaurante do Teatro Rivoli
14h00 Siga para a Estação de S. Bento e aprecie a arte por detrás dos panéis de azuleijos
14h30 Visite a Sé Catedral do Porto
15h30 Siga para o Miradouro da Serra do Pilar
16h00 Desça de teleférico e aprecie a vista
16h30 Faça o passeio das Pontes de Barco Rabelo
17h30 Beba um copo de WOW - World of Wine
18h00 Siga para a Foz e prove um croissant na pastelaria Doce Mar
19h30 Lusco fusco na Praia da Luz
20h00 Sugestões para jantar: Cafeína (comida mediterrânea);  Portarossa ou Lucrécia (para quem adora italianos);
Mundo (comida de todos os continentes); DOP (experiência gourmet a comando do chef Rui Paula)
22h00 Passeie pelas galerias Paris e termine a noite no Fé Wine & Club

Itinerários possíveis

Sugestão de itinerário 1 I 12km
Tempo do percurso I 50 minutos, só o tempo de condução

Uma visita pelo valor patrimonial de algumas freguesias e lugares históricos do grande Porto. A componente cultural e religiosa tem um peso significativo neste itinerário, pois algumas paragens englobam alguns sítios de culto. 

Sugestão de itinerário 2 I 12 km
Tempo do percurso I 50 minutos, só o tempo de condução

O valor patrimonial de certas localidades continua fazer vários percursos e neste itinerário recomendamos vários locais que contam com séculos de história sobre o Porto e essencialmente sobre quem lá vive. 

Sugestão de itinerário 3 I 21 km
Tempo do percurso I 57 minutos, só o tempo de condução

No Porto, não há só locais de culto: há restaurantes, bares, museus e, claro, natureza.
Ao longo deste percurso, encontrará sítios apropriados para relaxar e beber um café, assim como para descobrir e respirar a cultura local. 


 

Conheça Portugal bem preparado: com os melhores descontos e o melhor apoio em férias

Quando planear os seus destinos de férias tenha em conta que, se for sócio ACP, tem acesso a uma rede de descontos em alojamento e restauração que vão facilitar o seu acesso a experiências que ficam para a vida.

Para umas férias ainda mais inesquecíveis, o ACP Viagens coloca ao seu dispor um conjunto de programas e de pacotes com percursos e alojamento facilitados, para que não tenha que se preocupar com nada a não ser fazer as malas.

SAIBA MAIS

scroll up