A importância das viseiras

|AUTOCLUBE

São a última barreira entre insectos e partículas e os olhos do motociclista. Conheça os principais tipos de viseiras em Portugal.

viseiras

Não é preciso ser muito experimentado em motos para perceber que aquela placa que está na parte da frente do capacete é fundamental para fazer uma viagem tranquila, garantindo a proteção dos olhos e a segurança do motociclista. Moscas, mosquitos, pequenas partículas em suspensão e até gravilha largada por um automóvel ou camião deixam de constituir um enorme perigo para quem conduz moto.

Há vários modelos, dos mais simples aos mais complexos, daqueles que usam a mesma tecnologia de fotossensibilidade usada nas lentes de óculos, ou seja, que faz variar a luminosidade recebida pelos olhos consoante o meio ambiente.

Em termos legais, é preciso verificar sempre se cumpre o regulamento ECE 22-05, que deverá constar numa etiqueta cosida na correia de retenção do capacete. Deve trocar a viseira do capacete assim que os riscos na superfície não possibilitem boa visão. Uma viseira riscada torna-se perigosa em uso nocturno devido a luz dos automobilistas com que se cruza.

Viseiras transparentes

São as que a maior parte dos capacetes traz de série e aquelas que melhor se adaptam às várias luminosidades, sem gastar muito.

Viseiras fotossensíveis

São as mais avançadas e recorrem à mesma tecnologia usada em óculos e espelhos retrovisores. Fazem variar a transparência segundo a luminosidade. 

Viseiras fumadas

São as melhores no momento em que predominam a luminosidade solar e respectivos reflexos, mas apenas e só, pois à noite retiram visão.

scroll up