Grande corrida de Miguel Oliveira em Teruel na vitória de Morbidelli

|AUTOCLUBE

O piloto ACP foi sempre muito competitivo em duelos constantes com diversos concorrentes. Terminou na 6ª posição à frente de Viñales.

Oliveira-0-Aragon-840

O piloto português bem tentou levar a sua KTM a posições de destaque. Partindo do 8º lugar, Oliveira caiu para 10º na partida, mas logo recuperou o ritmo que o colocou em perseguições emocionantes a Quartararo, Espargaro e Zarco, chegando mesmo a passar por instantes pelo 5º lugar. Controlando com sucesso Maverick Viñales, o piloto ACP termina o GP de Teruel no 6º lugar, estando no 10º lugar do campeonato de MotoGP de 2020 com 79 pontos.

Lá na frente, o japonês Nakagami, autor da pole position, cai logo após o arranque, acontecendo o mesmo a Miller e Binder. Depois foi a Yamaha do italiano Franco Morbidelli que tomou conta da corrida, perseguido a alguma distância pela Suzuki de Alex Rins, que se distanciaram de Joan Mir, que guardou a sete chaves a 3ª posição. Mas foi a luta pelas posições seguintes que criou mais emoções no circuito espanhol, com Espargaro, Zarco e Miguel Oliveira.

O piloto português acabou por assinar uma corrida brilhante e, essencialmente inteligente, tentando sempre entrar no “top 5” durante as 23 voltas da prova. Morbidelli alcançou a 2ª vitória da temporada e a Suzuki conquista os dois lugares seguintes do pódio, com Joan Mir a liderar agora o campeonato, sem nunca ter ganho uma prova este ano. Mir soma 137 pontos, seguido por Quartararo, que hoje só foi 8º, totalizando agora 123 pontos. O 3º do campeonato é Maverick Viñales, com 118 pontos, com o piloto espanhol a terminar a prova espanhola no 7º lugar, atrás de Miguel Oliveira.

scroll up