O primeiro carro de Manuel Tarré

|AUTOCLUBE

 

ACP-Classicos-Primeiro-Carro-Manuel-Tarre-detalhe

"Este Toyota é a memória viva do que fiz nos anos 70”

Há paixões que duram uma vida. Manuel Tarré (sócio 14375) conseguiu voltar a comprar o primeiro carro 26 anos depois..

O seu primeiro carro foi...

Um Toyota Corolla de 1971. Foi oferecido pelos meus pais quando tinha 18 anos para me deslocar até Alverca do Ribatejo, onde cumpria o serviço militar na Força Aérea.

Que recordações guarda dele?

Inúmeras aventuras, próprias de quem tem 20 anos. Recordo-me de uma vez em que andei meses a amealhar para comprar várias peças para o carro. Foram jantes de liga leve, uma consola central com manómetros Yasaki, um volante desportivo, escape, e uns faróis suplementares. Só de pensar na sensação de liberdade que o carro me dava na altura fi cava muito feliz.

Quando é que se desfez dele?

Vendi-o em 1975 por 80 contos e tinha custado 68.500 contos.

Mas voltou a comprá-lo anos mais tarde.

Este Toyota passou a ser uma prioridade quando me interessei pelos clássicos, porque fez parte da minha juventude. Simbolizava a memória viva do que fi z nos anos setenta. Consegui recuperá-lo 26 anos depois, em 2001, e depois passou por um processo de restauto completo.

O que faz hoje com ele?

Uns passeios curtos a cada duas ou três semanas. O meu filho também o 

conduz e tem por ele um

carinho especial porque foi o carro

do pai quando tinha a sua idade.

Os automóveis antigos costumam dar-lhe problemas na estrada?

Sem dúvida e já voltei várias vezes de reboque mas para quem gosta deste mundo, as avarias fazem parte do desafio de viajar em clássicos. Mas tenho sempre o ACP à distância de um telefonema para ajudar no que for preciso.

O que é para si o ACP?

O ACP dá conforto pela qualidade do serviço.

scroll up