O primeiro carro de Manuel Ferrão

|AUTOCLUBE

 

ACP-Classicos-Primeiro-Carro-Manuel-Ferrao-detalhe

"O ACP é um companheiro em que se pode confiar”

Manuel Ferrão usou as suas poupanças para aos 18 anos comprar o primeiro carro. Com ele aprendeu a gostar de Minis, marca que ainda hoje tem. 

Poder sair ao fim de semana com os amigos era a liberdade máxima que o primeiro carro dava a Manuel Ferrão. O gestor de empresas, casado, com dois filhos e natural de Lisboa, tem ainda uma paixão muito especial por automóveis clássicos.

Qual foi o seu primeiro carro?

Foi um Mini Morris 1000 MKII, côr de areia.

Como é que o adquiriu?

Comprei-o com as minhas poupanças aos 18 anos e custou-me 32 contos. Fiquei com 200 escudos na conta!

Que memórias guarda dele?

Sobretudo, poder sair ao fim de semana com os amigos.

Ainda hoje lhe provoca saudade?

Sim, até porque fui sempre substituindo esse carro por outros Minis. Ainda hoje tenho um Morris Cooper S de 1966.

Gosta de automóveis clássicos…

Gosto muito de automóveis clássicos e ainda mais daqueles que atingiram a glória nas pistas ou nas provas de estrada.

Carros com história, portanto.

Sim, por terem ficado ligados a momentos, também eles, especiais. Tenho vindo a recuperar alguns modelos emblemáticos do nosso automobilismo e faço-o há mais de 30 anos.

Da sua coleção quais os que gostaria de destacar?

Para além do Cooper S gosto particularmente de alguns carros do ex-Team Palma e do antigo piloto Carlos Gaspar.

Que carro que ainda lhe falta ter?

Não se pode ter tudo, mas “faltam-me” centenas de carros na coleção…

Costuma participar em encontros de clássicos?

Sim, nas provas em circuito do Historic Endurance e do CSS Grupo 1, em Portugal e no estrangeiro. Também já participei em iniciativas do ACP Clássicos, sejam elas passeios ou concursos de elegância.

Que tipo de condutor é?

Sou cauteloso, mas como ainda tenho bastante atividade profissional e pouco tempo ando um pouquinho depressa e tento não ultrapassar os limites de velocidade.

Já teve algum azar na estrada?

Apenas pequenos toques. Com os clássicos é que já tive muitas avarias.

Lembrou-se do ACP nesses momentos?

Sim, já recorri várias vezes ao serviço de reboques do ACP. Este ano já tive a minha experiência.

Em sua opinião, o ACP é sinónimo de…

É um companheiro em que se pode confiar

scroll up