O primeiro carro de Frederico Costa

|AUTOCLUBE

 

ACP-Classicos-Primeiro-Carro-Frederico-Costa-detalhe

"Servitência”, uma palavra nova que para mim melhor define o ACP. É uma mistura de serviço e competência”

Uma viagem até Espanha sem vidro e com temperaturas negativas ou a grande inundação que lhe levou o carro são episódios ainda bem vivos na memória de Frederico Costa (sócio 76421).

Qual foi o seu primeiro carro?

Um Innocenti azul, em 1984.

Ainda se lembra dele?

Sim, lembro-me da altura em que substituí o volante por um do tipo corrida e percorria as ruas de Lisboa como num kart! Infelizmente, numa inundação que houve na zona de Alcântara, próximo do Banana’s, o carro foi levado pelas águas. A partir daí nunca mais foi o mesmo.

Alguma recordação especial?

Uma viagem a Espanha com dois amigos em que ao sairmos de Lisboa,um dos vidros laterais caiu para dentro da porta. Tivemos que continuar noite dentro até Madrid com temperaturas negativas.

O carro é um bom companheiro de viagem?

Sim, porque faz o que se lhe pede, não pede para parar e quase nunca falha. Por razões profi ssionais faço muitos quilómetros de estrada e muitas vezes dou por mim a falar com ele.

Portugal é um bom destino para viajar de carro?

Portugal é um grande destino turístico que vale a pena explorar de carro por ser a forma mais cómoda e independente. Geralmente as estradas são boas e os itinerários cobrem quase todos os pontos de interesse.

Qual é o roteiro que aconselha fazer a norte?

Pelo interior profundo e menos explorado do centro e norte, começando talvez por circular no Parque Natural da Serra da Estrela, seguindo depois pela A25 até Vilar Formoso e depois para norte pela N332, passando por Almeida, Figueira de Castelo Rodrigo, Almendra, Castelo Melhor e Torre de Moncorvo, não deixando de visitar o Parque Arqueológico do Vale do Côa.

E a sul?

Sugiro a costa oeste de Tróia até Sagres, circulando pela N120 e na N393, e mais a sul, pela N268 visitando as praias da Comporta e de Melides, Vila Nova de Milfontes, Porto das Barcas, Odeceixe, Aljezur, Praias da Arrifana e mais abaixo a do Amado mas também o Cabo São Vicente e Sagres. Se o mar não for a opção desejada, então nada melhor do que explorar lugares únicos como Arraiolos, Évora, Monsaraz, Vila Viçosa, Estremoz, Elvas, Castelo de Vide ou Marvão.

Qual é a estrada mais bonita do país?

Talvez a N222 ao longo do rio Douro, entre Caldas de Aregos e o Pinhão.

Tem algum percurso que ainda gostasse de fazer?

A EN2 desde Chaves a Faro, nos seus quase 750km de extensão.

Costuma chamar a Assistência em Viagem?

Já precisei e não falhou. Numa altura em que precisava mesmo do carro e ele não dava sinal de vida. Chamei o ACP que veio salvar-me de um problema que afi nal aconteceu por incompetência do condutor.

Como sócio, o ACP é sinónimo de...

“Servitência”, uma palavra nova que para mim melhor o defi ne. É uma mistura de serviço e competência.

scroll up