Resolução de avarias mecânicas - módulo 2

Siga as nossas recomendações

Chegado o momento da apresentação do último módulo desta formação e com a noção de que mais situações podem suceder aquando do uso do seu clássico, escolhemos abordar a prevenção, para que em antecipação e com mínimo esforço, se possam evitar algumas avarias na estrada, sobre as quais temos vindo a falar.

Referimo-nos a situações tão somente provocadas pela ação da passagem do tempo, mais do que pelos quilómetros percorridos e/ou ciclos de funcionamento, nos componentes menos duradouros, como por exemplo as borrachas, plásticos e tubos flexíveis.

Muitas das situações que iremos descrever podem ser detetadas antecipadamente com uma inspeção visual, à semelhança da efetuada na certificação de veículo de interesse histórico do ACP Clássicos.

Circuito hidráulico dos travões - Tubos flexíveis

Com a passagem dos anos e devido à sujeição a condições de pressão e temperatura extremas, é comum que os tubos flexíveis dos travões fiquem mais duros, ressequidos e gretados; estas situações colocam em causa as principais funções deste componente, retenção do fluido e entrega de pressão hidráulica nas pinças de travão, com a obrigatória flexibilidade exigida pelas ações da suspensão e direção. Esta situação configura-se como uma perigosa falha potencial para o desempenho e segurança do automóvel e dos seus ocupantes.

Aconselhamos a efetuar uma inspeção visual periódica a estes componentes, quer em veículos mantidos no seu bom estado original de conservação, quer em veículos que foram alvo de restauro total.

Por vezes estes componentes até já foram substituídos, no entanto e sem darmos conta, já se passaram muitos anos.
Outro aspeto positivo desta intervenção é que torna inevitável a renovação do fluido, uma ação também de considerável relevância para a conservação do seu clássico.

Circuito de alimentação de combustível - tubos flexíveis

À semelhança dos parágrafos anteriores e sem existir muito mais a acrescentar sobre as fragilidades dos tubos flexíveis de borracha, também neste caso o potencial de uma falha perigosa como um incêndio, exige substancial realce. Tratando-se de combustível pressurizado, cujo destino final é o compartimento do motor, sempre com temperaturas elevadas, é evidente a supra importância de manter em bom estado e sob vigilância periódica, os canais de transporte deste fluido.

Neste contexto e ainda que com todas as precauções tomadas para que nada aconteça, nunca é demais aconselhar a existência permanente de um extintor no seu clássico.

Circuito de refrigeração do motor

Uma vez mais, além da idade, as condições de pressão e temperatura a que são sujeitos estes componentes, através dos ciclos de aquecimento/arrefecimento proporcionados pelo funcionamento do motor, são preponderantes para o seu desgaste e deterioração.

Em conjugação com outros componentes, os tubos de refrigeração do motor têm a função de manter o circuito fechado e direcionar o fluido refrigerante através deste, a fim de proporcionar e manter a temperatura de funcionamento, com a menor oscilação possível.

As fugas causadas pelo envelhecimento dos tubos comprometem a função dos mesmos e consequentemente de todo o sistema, por duas formas:

  • A redução do nível do líquido refrigerante irá originar o aumento da temperatura;
  • A perda de pressão no interior do sistema irá causar a diminuição do ponto de ebulição do fluido refrigerante.

Ambas as situações podem originar avarias severas nos componentes internos do motor, normalmente dispendiosas, facto pelo qual aconselhamos a que efetue uma inspeção visual periódica aos tubos de refrigeração.

Apoios e casquilhos de suspensão em borracha

Sempre com a segurança em primeiro plano, voltamos a focar-nos num componente composto pela frágil borracha.

O peso e as forças de tração e compressão sucessivas, aplicadas constantemente aos componentes de borracha da suspensão, por braços e tirantes metálicos, fazem deles os "elos mais fracos". 

Também nesta área, podemos antecipar-nos a uma avaria, a uma redução de segurança ou a um sintoma de desconforto, ao efetuar uma inspeção visual aos componentes de borracha da suspensão.

À semelhança dos tubos, já mencionados neste módulo, ou dos pneus, abordados no inicio desta formação, ainda que a degradação não seja deveras evidente, ou seja, que a geometria original do componente se mantenha, assim como a quantidade mínima de material também esteja presente, a inspeção deve incidir na procura de sinais de envelhecimento, fissuras ou rasgos.

É comum, aos primeiros sintomas de falta de assertividade na suspensão e/ou direção ponderar de imediato a substituição dos amortecedores, o que por vezes, não é de todo necessário nem irá resolver a situação, pois a falta de eficácia está a ser provocada pelos casquilhos desgastados ou deteriorados, sendo a sua substituição bastante menos dispendiosa.


O ACP Clássicos é um clube que pretende fomentar partilha de informação por todos os sócios apaixonados por automóveis clássicos ou futuro-clássicos, com vista à sua recuperação, certificação ao abrigo da legislação, disponibilizar proteção como um seguro de clássicos único e proporcionar passeios, provas e eventos desportivos.

Conheça as vantagens

scroll up