Aferição, aparelhos e o Rabbit

Módulo 6

Neste Módulo iremos conhecer a App Rabbit Rally 2.0. e explicaremos como pode ser muito útil para realizar um Rali de Regularidade. 

O que é o Rabbit Rally 2.0

O Rabbit Rally 2.0 é uma App que se pode obter, sem custos, na App Store ou no Google Play.
Todos os dias aparecem novas Apps e pode haver outras com o mesmo objetivo. No entanto, das que conhecemos, sem custos, consideramos o Rabbit Rally 2.0 a melhor.

Não queremos tornar este Módulo num manual do Rabbit Rally, mas vamos explicar as funcionalidades que consideramos mais importantes, e vamos demonstrar a programação para a PRF de Tesoureira e a PRA de Arranhó.
No Rabbit Rally pode-se aferir a distância e acertar o relógio; tem também diversas opções na programação das PECR, que o tornam uma grande ajuda à navegação.

Podemos ter dois equipamentos, dentro do carro, com o Rabbit instalado e conectados por Bluetooth. Assim, o navegador pode ter o seu aparelho e o piloto tem outro para visualizar o que está a fazer. (Uma funcionalidade parecida com a filmagem da PRA de Arranhó, onde o Nuno Serrano tinha um repetidor do Blunik e o Alexandre Berardo tinha o aparelho à sua frente).
Como qualquer App ligada a um telefone, podemos ter sempre o inconveniente de receber uma chamada no meio de uma PECR. A única maneira de contornar este problema é colocar o telemóvel em “modo de avião”.

Todos os medidores de metros podem ter diferenças ao final de alguns quilómetros, devido à linha de trajectória que fazemos ser diferente da efetuada por quem realizou o Road-Book. No Rabbit, que faz a leitura da distância por GPS, esse problema pode ser maior. Uma App que usa GPS, se perde o sinal dos satélites (em túneis, zonas com vegetação mais densa, etc..), quando o recupera, vai considerar que fizemos uma linha reta, desde o último ponto onde teve sinal. Isto pode dar diferenças que podem ir aumentando durante uma PECR.

Para reduzir este problema pode-se adquirir uma antena de satélite mais forte, que se liga ao telemóvel ou tablet, via Bluetooth. No site do Rabbit em www.rabbitrally.com podem mesmo encontrar sondas para ligar à roda do carro. No entanto, nunca testámos esta solução.

Neste Curso de Regularidade Histórica ACP Clássicos dedicamo-nos a tirar partido do Rabbit sem acessórios exteriores ao telemóvel ou tablet.

Menu Principal do Rabbit Rally 2.0

Quando abrimos a App temos este ecrã:

Rabbit 2.0

 

Navegação – Nesta parte, acedemos ao ecrã principal que vemos durante a realização das PECR. Falaremos sobre este tema no ponto 5.

Trechos – Esta é a zona onde programamos as PECR (Explicaremos no ponto Como programar uma PECR).

Aferição – Para que as distâncias que são visíveis serem iguais às da prova, é essencial aferir o Rabbit. (Veremos no ponto seguinte).

Sincronizar Relógio – Geralmente a hora GPS é a hora da prova e não deve ser necessário sincronizar. No entanto, se for preciso, basta tocar neste “botão”, e acede ao que visualizamos nesta imagem.

Conexões – Aqui  podemos efetuar a interligação de mais de um aparelho;

Configurações – Abordaremos, no último ponto deste Módulo, algumas opções de configuração que podem ser úteis.

 

 

Como Aferir

Colocar o carro junto ao início do troço de aferição ou quilómetro padrão.

Rabbit 2.0

Selecionar no ecrã inicial “Aferição” e visualiza o ecrã (1). Carregar em “Definir odómetro a zero”. Iniciar a marcha até ao final do percurso de aferição. (Se for o do Módulo 1, teria mesmo 1 Km)

Rabbit 2.0

Uma vez no final, parar junto à placa (2). (Neste caso marcava 1017 metros quando devia marcar 1000 metros).

Rabbit 2.0

Carregamos em cima do valor do “3º Passo” e abre o teclado para colocarmos o valor que deveria marcar (3). Neste caso, como o quilómetro padrão tinha mesmo 1 km, colocamos 1,000 e carregamos em Done.

Rabbit 2.0

Aparece um ecrã de OK (4) e a aferição está terminada. Se tivermos um quilómetro padrão com uma distância diferente, fazer tudo igual e no (3) devemos colocar a distância do quilómetro padrão.

Como programar uma PECR

No Menu Inicial, carregamos em “Trechos” e aparece a seguinte informação que consta na imagem do lado direito.

É aqui que programamos as diversas PECR.

Rabbit 2.0

 

Como programar uma PRA

A PRA é a prova em que a utilização do Rabbit Rally é mais vantajosa. Como podemos ser controlados em qualquer ponto do percurso, é muito importante dispormos de um aparelho que meça distâncias e tenha a média incorporada, como o Rabbit.

Para programar uma PRA basta colocar as distâncias que temos a cada média, bem como a velocidade a cumprir. 


Resolução da PRA de Arranhó (Carta de Controlo do Módulo 1)

Usemos o exemplo da PRA que está na Carta de Controlo do Módulo 1, e que o Nuno Serrano e o Alexandre Berardo realizaram no Módulo 4.

Tabela

Considerando a hora de partida ou início de 12:00, o início da PRA deverá ser às 12:59. (59 minutos após Início)

Para programar o Rabbit basta incluir as 12:59:00 como hora de início, e as médias e distâncias conforme está indicado na Carta de Controlo:

Rabbit 2.0

 

Como programar uma PRF

Se tivermos uma PRF, podemos ter duas abordagens:

  • Uma é termos uma média a cumprir, como no vídeo da PRF feita pela equipa Nuno Serrano / Alexandre Berardo, no Módulo 5. Como sabemos qual é a média, se não tivemos tempo para calcular as horas de passagem, basta programar a PRF no Rabbit, como se de uma PRA se tratasse. Se a distância estiver correta, temos de estar na hora certa, em cada figura do Road-Book.
  • Outra hipótese é termos as horas de passagem nas figuras, mas podemos não saber qual a média a cumprir. Neste caso, temos de programar a PRF como uma prova de CHSP, que veremos na próxima página. Assim, efetuaríamos a programação do Rabbit como se tivéssemos um CHSP em cada figura do Road-Book.

Embora não consideremos que fazer uma PRF com o Rabbit seja a melhor opção, este sempre pode ser útil como calculadora. Assim, obtemos o tempo nas figuras para escrever no Road-Book. Para algumas equipas menos experientes, pode eventualmente ter alguma vantagem, pelo menos para terem uma noção do andamento que devem ter entre figuras/placas.


Resolução da PRF de Tesoureira (Carta de Controlo do Módulo 1)

Rabbit 2.0

Usemos o exemplo da PRF que está na Carta de Controlo do Módulo 1 e que o Nuno Serrano e o Alexandre Berardo realizaram no Módulo 5. Considerando a hora de partida ou início que fornecemos no exercício do Módulo 1, que é 12:15, o início da PRF deverá ser às 13:03.


Rabbit 2.0

Como programar uma Prova de CHSP

O Rabbit permite que coloquemos as horas acumuladas numa determinada prova e calcula a média que devemos efetuar.

Embora nas provas de CHSP não seja importante o uso do Rabbit, é possível carregá-lo para estas provas. Por vezes programar o Rabbit é mais um trabalho para o navegador que terá de avaliar se vale a pena introduzir os dados, conforme a prova e o tempo disponível. 

Usando o exemplo do Módulo 5, e passando a uma Prova de CHSP:

Controlo horário sem paragem

Os pontos A, B, C e D são CHSP que distam 500 metros entre cada um. 

No ponto B devem ter 40 segundos de prova;
No ponto C,  1 minuto e 18 segundos;
No ponto D, 1 minuto e 54 segundos.  

Rabbit 2.0

 

Se colocarmos, no Rabbit, o tempo acumulado com que devemos passar nos CHSP (“Hora Fin”) e as distâncias a que se encontram (Km Fin”), o Rabbit calcula os tempos parciais (“Duração”) e as médias que devemos fazer entre cada CHSP (“Vel”).

Uso do Rabbit nas PRH e PRS (Truque para iniciados)

Não nos podemos esquecer que numa Prova de Regularidade Hectométrica, o que conta são os marcos hectométricos da estrada. Nas Provas de Regularidade por Sectores, também não é aconselhável usar o Rabbit, porque os sectores dependem de um tempo de referência que podemos não realizar como desejamos. No entanto, deixamos uns truques para os mais iniciados e menos experientes, para colocar o carro a circular no tempo correto. Mais do que ser uma ajuda num Rali, o Rabbit pode ser útil para treinar antes da prova.

Nos primeiros 500 metros de uma PRH não é fácil colocar o carro na média certa, porque iniciamos a PRH parados (0 Km/h) e durantes os primeiros metros vamos estar atrasados. Assim, pode ser útil usar o Rabbit para ajudar o piloto a colocar o carro na velocidade correta. Depois disto basta olhar só para os marcos e ouvir o navegador, de modo a realizar uma boa prova, desligando o Rabbit.

Numa PRS também se pode usar esta App para guiar o piloto até ao final do primeiro sector, de modo a fazer o tempo ideal. No entanto, daqui para a frente, o que conta são os tempos calculados pelo navegador.

Reforçamos que, embora tenhamos deixado estas dicas para as PRH e PRS, não aconselhamos a utilização das funções do Rabbit nestas provas, excepto como odómetro. 

Programar o Rabbit nas ligações 

Com o Rabbit também é possivel programar a ligação. Vejamos um exemplo:
Uma PECR de 2 Km, que tem média de 40 Km/h no primeiro quilómetro e média de 50 Km/h no 2º quilómetro.
Depois temos uma ligação de 25 Km (27 Km desde o inicio da PECR) até um controlo onde devemos estar 45 minutos após o início da PECR.

Rabbit 2.0

Com esta opção, ficamos a conhecer qual a média da ligação para chegar ao controlo seguinte e percebemos, em toda a ligação, se temos “folga”. Isto acontece porque podemos ver no Rabbit se estamos adiantados ou atrasados (Como veremos na página seguinte). 

Esta programação das ligações pode ser útil para termos noção do tempo que temos para parar e abastecer, nas provas maiores. É um acréscimo de trabalho no carregamento do Rabbit mas, se tivermos tempo para o fazer, pode ser útil em provas grandes e para não nos distrairmos nas ligações.

Visualização durante uma Prova Especial de Classificação em Regularidade

Depois de programar as PECR e no modo de “Trechos”, selecionar o trecho ou PECR que queremos iniciar e carregamos em “Enviar ao Nav...”. O “Trecho” fica em execução e aparece o seguinte ecrã, que vai ser visível durante toda a PECR.
1º temos de colocar o odómetro a 0 no local de partida e, se estivermos na hora correta, deverá fazer contagem regressiva até à hora de partida para a PECR:

Rabbit 2.0 

Este é o ecrã que aparece quando carregamos em cima de “Odómetro”.Podemos colocar a Zero ou outra distância e carregar em OK. É uma função muito útil e prática, pois serve para verificar /acertar a distância em cada figura do Road-Book. Alguns navegadores preferem esta opção ao -10/+10, mas cada um se adaptará, à sua maneira, ao Rabbit.

Rabbit 2.0

Rabbit 2.0


Durante a realização de uma PECR o número que parece mais destacado indica se estamos atrasados ou adiantados, em segundos, e pode ter três cores. Se estiver a verde é porque estamos atrasados. Temos de andar um pouco acima da média para entrar no ritmo da prova. 

Pensem como num semáforo, em que verde é para andar. Neste exemplo estamos com 1,16 segundos de atraso, circulamos a 4 km/h, e já percorremos 1060 metros desde o início da PECR. Encontramo-nos numa PECR onde devíamos estar a circular a 45 Km/h e faltam 940 metros para o seu final.

Rabbit 2.0


Se o número aparecer a amarelo é porque estamos dentro da média proposta para a PECR.

Neste segundo exemplo, o número está a amarelo porque estamos na média correta, mais concretamente a menos de uma décima de segundo por atraso. Circulamos a 18 Km/h, estamos com 330 metros da PECR percorridos, numa zona onde devemos circular a 30 Km/h. Daqui a 670 metros a média irá mudar para 45 km/h.

Rabbit 2.0


Se o número aparecer a encarnado é porque estamos avançados. Temos de andar um pouco mais devagar para entrar no ritmo da prova. 

Pensem como num semáforo, em que encarnado é para parar. Neste caso, abrandar.

Neste exemplo, estamos com 5,9 segundos de avanço, circulamos a 22 km/h, e já percorremos 324 metros desde o início da PECR. Encontramo-nos numa zona da PECR onde devíamos estar a circular a 30 Km/h e faltam 676 metros para a média mudar para 45 Km/h.

Trabalho do navegador durante uma PECR

Durante a realização de uma PECR, enquanto o piloto se deve concentrar no número colorido, tentando estar o mais próximo possível de zero, o navegador deve usar os outros indicadores. 

Rabbit 2.0 

Este é o ecrã que aparece quando carregamos em cima de Odómetro. Podemos colocar a Zero ou colocar outra distância e carregar em OK. É uma função muito útil e prática, pois serve para verificar /acertar a distância em cada figura do Road-Book.

Alguns navegadores preferem esta opção ao -5/+5, explicada ao lado. Mas cada um se adaptará, à sua maneira, ao Rabbit.

Rabbit 2.0

Se por acaso houver um erro no percurso, temos duas opções:

  • Se nos apercebemos do erro e, por exemplo, temos de andar mais 200 metros para fazer inversão de marcha, nessa altura podemos carregar em “REV” e o odómetro conta para trás. Quando retomamos a prova, devemos voltar a carregar em “REV”. A distância deve estar muito próxima do que devia marcar.
  • Se estamos num ponto onde conhecemos a distância correta (figura do Road-Book), devemos carregar no odómetro e colocar a distância certa (*).

Algumas configurações que podem ser úteis 

Rabbit 2.0

Módulo anterior

scroll up