Sam Bird começa época a vencer

|AUTOCLUBE

A época 2019/20 da Fórmula E arrancou hoje na Arábia Saudita com a vitória a sorrir a Bird e à Envision Virgin Racing.

fe-sau-01

Vindo da pole, Alex Sims, da BMW i Andretti Motorsport, isolou-se na frente após o apagar das luzes para a primeira corrida do ano na Arábia Saudita, deixando os pilotos da Mercedes-Benz EQ, Stoffel Vandoorne e Nyck Vries, nas segunda e terceira posições.

Após cinco minutos de prova foi ativada a primeira zona de Attack Mode, com os 24 pilotos a tirarem partido da bonificação (localizada fora da trajetória de corrida) para aumentarem temporariamente a potência dos seus monolugares em 35kW.

Mas foi também ao cabo de cinco minutos que Sebastien Buemi, da Nissan e.dams, foi tocado pelo azar ao parar em pista. Incapaz de voltar a ligar o carro, o suíço viu-se forçado a abandonar.

Após algumas tentativas, Sam Bird conseguiu finalmente passar Edoardo Mortara, da Rokit Venturi Racing, e chegar ao pódio a 30 minutos do final.

Enquanto isso, vindo de 16º, Daniel Abt (Audi Sport Abt Schaeffler) passou Oliver Turvey (NIO 333) com o intento de melhorar o início de época do construtor germânico. Momentos depois, Pascal Wehrlein (Mahindra Racing) assinou a melhor volta.

Ainda em 11º, o Campeão em título e colega de equipa de António Félix da Costa, Jean-Eric Vergne (DS Techeetah) não se mostrava capaz de entrar nos pontos.

Na frente, Alex Sims mantinha os pilotos Mercedes atrás de si enquanto lutava pelo triunfo com o BMW. Muito perto, vinha Sam Bird, aos comandos do Envision Virgin Racing com propulsor Audi, seguido por Andre Lotterer, da TAG Heuer Porsche.

Com 17 minutos de prova ainda pela frente o Campeão Vergne acabou por desistir com danos na roda da frente do carro.

Enquanto isso, um paciente Vandoorne atacava o líder Sim à saída da reta da meta para assumir a primeira posição entre as curvas 18 e 19. Ao mesmo tempo, Bird atacou para passar Sims e chegar a segundo. Seguia-se a subida de Lotterer a terceiro com nova perda de posição de Sims, que ficava fora do pódio.

Não contente com o segundo lugar, Bird atacou Vandoorne a dez minutos do final para assumir a liderança.

Depois de recuperar posições ao longo do pelotão, Oliver Rowland (Nissan e.dmas) bateu Sims para subir a quarto.

Azar teve o português a pouco mais de três minutos do final. A estrear-se com a DS Techeetah, Félix da Costa ficou na parede na sequência de um toque de Daniel Abt, que não conseguiu travar à entrada para a Curva 5.

scroll up