Félix da Costa foi 6º no México na vitória de Lucas Di Grassi

|AUTOCLUBE

Dobradinha da Audi com Di Grassi e René Rast depois da desclassificação do Porsche de Pascal Wehrlein.

Lucas-di-Grassi-AUDI-F-E-900

Foi a 3ª vitória do brasileiro Lucas Di Grassi no México, numa prova onde a gestão de energia chegou ao limite. Depois de liderar toda a corrida e cortar a meta em primeiro lugar, o Porsche de Pascal Wehrlein foi desclassificado devido a infração técnica, a 2ª vez que acontece ao piloto no México. Com uma gestão técnica de corrida conveniente, os Audi conquistaram uma dobradinha em Puebla, com Di Grassi a vencer na frente do seu companheiro de equipa, o alemão René Rast. No 3º lugar do pódio terminou o Venturi do suíço Edoardo Mortara.

Numa corrida emotiva e agitada, o português António Félix da Costa poderia ter conquistado um melhor resultado, caso não tivesse sofrido um problema na ativação do Attack Mode. Apesar disso, o 6º lugar final do piloto da DS Teechetah garante-lhe 8 pontos e a subida ao 2º lugar do campeonato. Depois do pódio e antes de Félix da Costa classificou-se Alexander Sims num Mahindra e Jack Dennis na 5ª posição ao volante de um BMW. Stoffel Vandoorne em Mercedes foi 7º classificado, na frente do Jaguar de Mitch Evans.

Nesta jornada dupla mexicana, espera-se por uma grande corrida no domingo e reações por parte da Mercedes, DS e Nissan ao domínio da Audi na primeira corrida deste sábado. Robin Frijns num Evision continua a liderar o campeonato com 62 pontos. Com o resultado positivo de hoje, António Félix da Costa em DS sobe ao 2º lugar com 60 pontos, seguido por Nyck de Vries em Mercedes com 59 e por René Rest (Audi) e Mitch Evans (Jaguar), ambos com 58 pontos, num campeonato de Fórmula E muito equilibrado e emotivo.

scroll up