Bentley aumentou em 50% as suas encomendas

|AUTOCLUBE

A marca britânica iniciou 2021 em grande graças aos pedidos dos clientes chineses.

Nem o Brexit, nem a escassez na produção de equipamento electrónico que está a afetar a indústria automóvel, afectaram a Bentley. Antes pelo contrário, a marca britânica começou 2021 com mais 50% de pedidos do que no início de 2020 e construiu mais carros de luxo em janeiro deste ano do que em igual período no ano passado.

O motivo deste aumento de produção deve-se às encomendas que surgem da China. "Os pedidos feitos no início deste ano foi 50% maior do que no início do ano passado. A China é de longe o país que mais se destaca neste momento em relação ao nível de pedidos, comparativamente com as nossas expectativas normais", afirma o presidente-executivo da marca Adrian Hallmark. Em 2020, a Bentley vendeu 11.206 automóveis.

scroll up