Como em toda a região circundante, o concelho de Santa Marta de Penaguião apresenta vestígios, castros e as suas fortificações, que comprovam uma ocupação em época muito anterior aos romanos. Estes, deixaram também os seus legados.
Posteriormente, nos séc. XI e XII, quando foram empreendidas as primeiras divisões administrativas e judiciais, foi constituído o “Julgado de Penaguião” que compreendia não só aquele concelho, como parte dos limítrofes.

Penaguião continua a ter um papel de certa maneira preponderante nos séculos seguintes, sendo nomeado em cartas de foro e de doação. De referir uma de 1282, de D. Dinis, Rei de Portugal e do Algarve, em que o Rei doa a “Paay Johannis e sa moller o meu herdamento Santa Marta do Julgado de Penagoyan para que eles façam deles quatro casaes, os probem e os fruteuiguem”
As Inquirições de 1258, mandadas executar por D. Afonso III dão a real dimensão e importância do concelho.
Apesar da notoriedade, Santa Marta de Penaguião era e continua a ser um concelho preponderantemente dedicado ao setor produtivo que, como é óbvio é condicionado pela sua situação geográfica e orografia do terreno. A proximidade das serras do Marão e Montemuro e dos rios Douro e Corgo são determinantes.

Veja aqui toda a informação

05/09/2017

Fds

Politica de Utilização de Cookies

Este site utiliza Cookies de acordo com a política em vigor. Ao navegar em acp.pt estará a consentir a utilização dos Cookies. Saber mais